A Estácio de Sá, campeã da Série A em 2019, vai abrir os desfiles do Grupo Especial, no domingo de carnaval, em 2020. Por isso, a agremiação só acompanhará o sorteio desta quinta-feira na sede da Liesa. Para o mestre-sala José Roberto, o lado da concentração não tem tanta influência como é falado.

“Preferência por dia como vamos abrir o domingo eu não tenho. Em outros anos já passei como segundo no Especial. Se eu pudesse escolher claro que seria a segunda-feira. Eu sou um pouco supersticioso sim. Pisar com o pé direito três vezes, me apegar ao trabalho e aos meus orixás. Não vejo essa influência toda no lado da concentração. O viaduto é bom para se arrumar ali para os casais. Acho que para a escola não é tão bom. O fechamento da nota deveria ser feito assim que cada escola passa. Eles fazem um rascunho, mas o desempenho daqueles que passam antes fica meio defasado”, disse.

A premiada coreógrafa da comissão de frente em 2019, Ariadne Lax, revela sua superstição antes do início do desfile.

“Minha superstição é 30 minutos antes do desfile juntar toda a equipe para uma conversa e aproveitamos para fazer uma oração, entro na avenida com o pé direito e levo alguns objetos de proteção pra afastar o mal olhado. Como nos concentramos na quadra que é bem pertinho da Marquês de Sapucaí não tivemos nenhum problema com o lado. Não tenho preferência pelo dia e nem pela ordem do desfile. A nota tem que ser de acordo com o trabalho que ele está vendo independente do anterior ou do próximo que vier”, afirmou.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui