Uma das maiores reclamações do público na Sapucaí nos dias de desfile foi o vazamento de som dos camarotes para a pista. Até um julgador de bateria alegou que o som vazado prejudicou a sua análise, afinal o som dos camarotes se confundia com o samba da escola que estava desfilando, atrapalhando o julgamento.

“Muito vazamento de som dos camarotes pra dentro da avenida (em frente aos módulos 1 e 2) durante a passagem das escolas. Uma falta de respeito para com o espetáculo e podendo inclusive atrapalhar os jurados da parte musical”, justificou o jurado Philipe Galdino do quesito bateria.

A questão do vazamento de som para a pista oriundo dos camarotes é uma antiga reclamação dos sambistas. Em 2022 se tornou ainda maior, incluindo muitas pessoas de camarotes invadindo a pista durante a apresentação das escolas. O Ministério Público formou um acordo com a Liesa em novembro de 2020 em que a entidade que organiza os desfiles se comprometeria a não permitir o vazamento de som para a pista.

Comentários