A tradicional ala das baianas da Unidos do Viradouro, esse ano se chama “La Dansarina”. A ala representa a personificação alegórica com elementos da cultura hispânica. Romantizadas pelos Fenianos, a “hespanhola” seria um dança em direção ao túmulo.

De aparência leve, a fantasia é composta de cor predominante vermelha, com alguns detalhes em dourado. Como adereço, um leque dourado na mão, além de parte superior com véu vermelho cobrindo as costas.

Em entrevista ao CARNAVALESCO, a baiana Fátima Guedes, de 62, desabafou sobre sua fantasia. “Estamos representando as espanholas, e isso foi uma supresa para todas nós. Não fazíamos ideia de que esse seria o tema da nossa ala, mas de qualquer forma eu estou encantada, principalmente pela leveza da saia”, afirmou a estreante como baiana.

Baiana desde os 15 anos de idade, Josely Araujo de 73 anos, acredita fortemente no bicampeonato, além de ter se mostrado bastante emocionada em estar de volta na Sapucaí após dois anos sem carnaval.

“Minha fantasia está lindíssima, e para falar a verdade todo ano está. Sou suspeita para falar da ala das baianas, na minha opinião são sempre alas impecáveis, por isso só desfilo aqui. Nosso enredo é impactante, o título continuará em Niterói, tenho certeza”, afirmou Josely Araujo, baiana da escola desde os 15 anos de idade.

Katia Machado, também estreante da escola na ala das baianas, se mostrou bastante empolgada e emocionada com o desfile da escola.

Quando questionada quanto às suas expectativas, respondeu: “Minha fantasia é leve, confortável e linda. Não tenho a menor dúvidas de que sábado que vem estarei aqui no desfile das campeãs e como a verdadeira campeã do ano”.

Comentários