A primeira escola que desfilou na noite desta quinta-feira (21/0, trouxe à Sapucaí uma homenagem, mais do que merecida, ao nosso eterno Mussum. A Lins Imperial, apresentou seu o samba enredo “Mussum pra sempris – Traga o mé que hoje a Lins vai ter muito samba no pé” para Avenida como forma de homenagear o ator que foi nascido no bairro Lins de Vasconcelos.

Em 1965 ingressou na carreira de humorista pelo programa “Bairro Feliz”, na TV Globo, consolidando sua carreira quando participou da série “Os Trapalhões”, transmitida pelo mesmo canal de seu primeiro emprego. Sandro Gomes, em entrevista ao site Carnavalesco, destacou a importância dessa homenagem ao seu pai.

“Ficamos muito felizes pela homenagem, ao mesmo tempo, é triste ele não estar aqui para presenciar. Mas, ele está aqui com a gente, certamente, lá de cima ele o Mussum vai curtir essa homenagem. Estamos muito felizes com essa homenagem”, comentou.

Nos anos 70, Mussum se lançou na carreira musical ao ingressar no grupo “Os Originais do Samba”, estreitando assim, seus laços com o estilo musical. Emplacou diversos sucessos como “A Dona do Primeiro Andar”, em 1970. Augusto Gomes, em entrevista ao site Carnavalesco, como é participar da homenagem ao seu pai em uma festa que Mussum tanto amava.

“Na realidade, Mussum, como diz o samba é pra sempris, enfim, ficou eternizado. É uma emoção muito grande, vocês não conseguem imaginar o que está passando aqui dentro da gente. É isso, vamos com tudo, espero que nós possamos ter uma boa colocação para o desfile que apresentamos.”

Fechando o primeiro desfile do dia, o terceiro carro da escola “Mussum forevis”, alguns integrantes da família de Mussum compuseram a alegoria em que retratou como o ator, humorista e sambista está eternizado nos corações e na rede, uma forma de mostrar que até os dias atuais os bordões que essa figura da cultura brasileira é reproduzida pelas posteriores à dele.

Comentários