Tradição iniciada em 2011, a cerimônia da Lavagem da Marquês de Sapucaí abriu os caminhos para os desfiles do Carnaval 2019. O evento foi marcado pela mistura de religiões e contou com a participação de baianas, casais de mestre-sala e porta-bandeira, velha guarda, destaques e representantes das escolas de samba mirins.

A cerimônia teve início por volta das 20h, quando foi tocada a música “Nossa Senhora”, de Roberto Carlos. Padroeiro do Rio de Janeiro, a imagem de São Sebastião foi conduzida em um carro abrindo o cortejo por toda a Sapucaí. O padre Antônio, da Paróquia de São Jorge, foi o responsável por rezar um “Pai Nosso”, que antes, na mistura das religiões, teve o toque dos tambores para os Orixás, feito Centro Espírita Vovó Carolina, seguido da Fanfarra de Clarins.

Como em todos anos, o ator Milton Gonçalves apresentou a leitura com emoção de um texto preparado que reflete a importância da lavagem da passarela. O ator leu “Águas de Oxalá” e fez um discurso de exaltação ao carnaval carioca. Em seguida, o cantor Elymar Santos contemplou os presentes cantando a música ‘A Voz do Morro’.

A bateria formada por 120 ritmistas da Unidos da Tijuca acompanharam o cantor e compositor Dudu Nobre, que interpreta desde a primeira edição da Lavagem da Sapucaí, sambas antológicos que emocionaram a Passarela do Samba em anos marcantes.

“Vivemos um momento muito complicado no país de maneira geral e esse ano foi muito difícil realizar a lavagem porque não tivemos apoio. O artista trabalha com a arte, mas essa arte tem que ter recompensada. Fizemos por amor ao samba e porque acreditamos que o evento não pode morrer, nem fraquejar, pois essa representatividade é importantíssima, mais ainda agora que não temos o apoio de que a gente espera”, lamentou Dudu Nobre.

O governador Wilson Witzel prestigiou a lavagem da Sapucaí. Em entrevista ao site CARNAVALESCO, ele falou sobre a importância do evento para a Cidade.

“Respeito todas as formas de espiritualidade porque todas elas se comunicam com Deus e o que nós queremos é um Rio de Janeiro com mais tranquilidade, com as pessoas vivendo melhor e mais felizes. Que o carnaval seja um momento de alegria melhor que o ano passado”, disse o governador.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui