A Estação Primeira de Mangueira, atual campeã do Grupo Especial, abriu seu barracão, na tarde de quinta-feira, para apresentar e mostrar para diversos líderes religiosos como seria se Jesus Cristo retornasse nos dias de hoje, vindo do morro da Mangueira, no enredo “A verdade vos fará livre”. Liderados pelo Babalawô Ivanir dos Santos, religiosos foram conhecer a “linguagem carnavalesca” proposta por Leandro. A maioria nunca tinha visitado um barracão antes.

Estiveram no espaço o Rabino Nilton Bonder (Congregação Judaica do Brasil), Frei Tata, Pastora Lusmarina Garcia (Teóloga luterana), Reverendo Daniel Rangel (Paróquia Anglicana de Todos os Santos – Niterói), Reverenda Inamar Corrêa de Souza (Anglicana), Júlio Oliveira (Comunidade Batista de São Gonçalo), Rodrigo Coelho (Reverendo da Igreja Plesbiteriana da Praia de Botafogo), Rafael Oliveira (Antropólogo, do Terreiro da Casa Branca – Bahia e do KOINONIA), José Kowalska (Luterano), Pastor Marco Davi (Nossa Igreja Brasileira), Conceição d’Lissá (Terreiro de candomblé Kwe Cejá Gbé), Yango (Agen Afro), entre outros.

O grupo conheceu o conjunto alegórico e ouviu detalhes do que será apresentado na avenida. O apoio foi unânime, não houve condenação.

Grupo vai desfilar na Mangueira

Morador da Mangueira, o babalawô Ivanir dos Santos foi convidado por Leandro para liderar também um grupo de religiosos que vai desfilar à frente da escola.

“Vamos ter uma faixa, que será um grande surpresa. Esse enredo é uma ode à liberdade. O Jesus que a Mangueira vai levar para a Avenida é o Jesus da gente, do nosso povo”, disse.

A pastora Lusmarina Garcia, da Igreja Luterana, elogiou o carnavalesco mangueirense.

“Leandro Vieira é uma pessoa de fé e traz para o carnaval carioca a figura do Jesus encarnado. Ele recupera, através da arte e cultura carnavalesca, o Jesus histórico: aquele que se faz ser humano para que toda a experiência humana não lhe seja estranha. É o Jesus que acolhe em seu próprio corpo, todos os corpos. A potência positiva que se expressa nos carros alegóricos provém do trabalho de centenas de homens e mulheres que, no barracão da Mangueira, põem a sua criatividade e força para que a mensagem do amor e da solidariedade de Deus conosco, se expresse na festa popular de maior abrangência do Brasil”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui