O carnavalesco Leandro Vieira, da Estação Primeira de Mangueira e do Império Serrano, é um artista consciente do momento em que vivem os funcionários e colaboradores que trabalham na produção dos desfiles das escola de samba e estão parados devido à pandemia da Covid-19. O artista disponibilizou 50% do lucro das vendas de sua foto para o projeto Fotos Pró Rio para o Barracão Solidário.

O link para a compra da obra é: https://fotosprorio.com/collections/daniela-name/products/leandro-vieira

O projeto é uma ação solidária que reúne fotografias selecionadas por cerca de 80 curadores de todo o Brasil que serão vendidas ao preço único de R$ 180 reais, cada, a fim de beneficiar três respeitadas ONGs por sua seriedade e atuação cultural: Redes da Maré – Somos Todos Maré, Jongo da Serrinha e Solar Meninos de Luz.

“Na compra da obra de minha autoria, 50% do lucro das vendas serão destinados às ONGs já mencionadas. Os outros 50% serão integralmente destinados ao projeto Barracão Solidário. A imagem registra minhas andanças pelo Brasil que me arranca suspiros. Uma fotografia de acervo, intitulada “Mineira”, clicada em 2013, em Tiradentes”, explicou Leandro Vieir.

O projeto, articulado pelo FotoRio, Galeria Aymoré Ateliê Oriente e Retrato Espaço Cultural é uma campanha que fica no ar até o dia 19 de outubro. Como se vê, sem grandes apoios, seguimos na base do “nós por nós”. #FotosPróRio reúne um timaço de curadores, entre eles, João Roberto Ripper, Daniela Name, Marcelo Campos e Pedro Karp. Fotógrafos como Walter Carvalho, Walter Firmo, Bob Wolfenson e Ana Branco.

O Barracão Solidário prevê o auxílio dos trabalhadores que realizam os desfiles das escolas de samba do Rio de Janeiro que encontram-se sem trabalho em função das incertezas advindas do cancelamento das atividades carnavalescas em função da pandemia.

Comentários