A Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) definiu em assembleia geral, na noite desta quarta-feira, em sua sede no Centro do Rio, desvirar a mesa e manter o regulamento do Carnaval 2019, ou seja, com o rebaixamento do Império Serrano e da Imperatriz para a Série A em 2020. (Foto: Maria Zilda)

“Todos os sócios votaram. Foram 28 votos pela manutenção do regulamento e 13 pela Imperatriz e uma abstenção. Fica mantido o regulamento do Carnaval 2019 e não há virada de mesa e a Liesa volta a ter 13 agremiações em 2020. A última instância da Liesa, a assembleia geral, definiu o resultado. No total, a gente teve 42 votos e a votação foi secreta”, disse Castanheira.

Jorge Castanheira segue como presidente da Liga

Segundo o dirigente, a Liga agora já pensa no Carnaval 2020. “Já existe previsão de fazermos o sorteio da ordem de desfile com sete escolas no domingo e seis na segunda em 2020. A possibilidade é do sorteio ser na sede da Liga já na próxima semana, talvez, na quarta-feira, dia 17 de julho”.

Jorge Castanheira frisou que houve um pedido das escolas que ele siga no comando das agremiações do Grupo Especial. Ele disse ainda que o regulamento de 2020 prevê o rebaixamento de duas escolas do Especial e uma subindo da Série A.

“Ao final da reunião foi solicitada pelas escolas minha permanência. Estou disposto a ajudar e dar continuidade. Tinha condicionado minha renuncia a virada de mesa, já que eu não poderia aceitar pela credibilidade do espetáculo e pelo termo de conduta com o Ministério Público, e houve uma aclamação para que eu fique como presidente. Minha intenção é ficar e colaborar com as escolas. Nunca falei em 10 escolas no Especial. A nossa previsão é termos 12 escolas em 2021”, comentou Castanheira.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui