A Liesb emitiu uma nota nesta sexta-feira fazendo ataques à Uber, empresa que patrocinaria o carnaval pelo segundo ano seguido mas recuou, e anunciando o adiamento sem nova data prevista para a festa do CD da entidade, que reúne as Série B, C, D e E do carnaval. No comunicado a liga diz que a desistência da empresa é “criminosa” e defende que o carnaval fomenta a combalida economia do estado do Rio de Janeiro.

Confira a nota da Liesb

“A Liesb (Liga Independente das Escolas de Samba do Brasil) vem a público expor e manifestar o que se segue:

Como é de notório conhecimento, o CARNAVAL é muito mais que entretenimento ou uma simples festa anual. O Carnaval e os desfiles das escolas de samba são ferramentas indispensáveis para a economia de todo o estado do Rio de Janeiro. Somos geradores de milhares de empregos, além de responsáveis por uma receita financeira inestimável, que sustenta toda esta cadeia em setores como o hoteleiro, restaurantes, comércio e turismo em geral.

Com toda esta indiscutível contribuição, que ganha maior relevância diante da grave crise em que o estado de encontra, nos causa profundo repúdio a notícia que a empresa UBER não irá cumprir com o compromisso firmado de patrocínio, que é de fundamental importância para a realização do maior evento cultural do Brasil e do Mundo.

Tal atitude, além de irresponsável, torna-se criminosa, pois todo o processo do carnaval já se encontra em fase de execução com planilhas e custos pré-definidos.

Por conta de tamanha instabilidade, a Liesb comunica que a festa de lançamento do CD oficial dos sambas-enredo das séries B, C e D, que aconteceria no próximo dia 9/12, foi adiado, porém ainda sem uma nova data confirmada.

A Liesb continua acreditando no papel da RioTur e no poder público municipal, porém não vamos ceder um milímetro de nossos direitos e representatividade da cultura nacional. Não abandonaremos o samba e enfrentaremos com grande obstinação aqueles que desejam deliberadamente destruir a cultura do nosso povo.”

Gustavo Barros
– Presidente da Liesb –

Comentários