As 15 escolas da Série Ouro fazem neste sábado, a partir das 18h, na Cidade do Samba, uma grande festa para celebrar os sambas-enredos para o Carnaval de 2022. A novidade é que haverá mini-desfiles, como acontecem em São Paulo, para apresentações de todas agremiações. Intérpretes, baianas, passistas, ritmistas e demais componentes vão passar pela pista criada no local. Os ingressos estão à venda pelo site: https://www.guicheweb.com.br/lancamento-cd-da-liga-rj_15287 ou em qualquer loja South no Rio de Janeiro.

“A festa se propõe a dar protagonismo para os desfilantes. Eles são os grandes atores do evento. Cada escola vai se apresentar, deixamos todas bem livres, com cada uma montando sua apresentação, sem limitação de elenco. Só limitando a quantidade de pessoas por escola (300 por agremiação). Depois da apresentação, a pessoa poderá ficar em uma área comum, lá terá praça de alimentação e passará a filmagem do espetáculo. Ali, todo mundo poderá se confraternizar. Montamos a passarela e frisas. O público pagante poderá ficar na tenda ou nas frisas”, disse Wilsinho Alves, responsável pelo projeto.

Criador do espetáculo, ao lado do carnavalesco André Rodrigues, Wilsinho explica como será a exibição de cada agremiação.

“A gente vai formar uma mini Sapucaí. É uma passarela. Na reta que começa no barracão da Beija-Flor, passa pela Tijuca e termina na Mangueira. É um espetáculo dinâmico. Os intervalos vão durar no máximo cinco ou dez minutos e com apresentação do grupo SER (antigo Arquibancada) no palco da Cidade do Samba, cantando sambas-enredo inesquecíveis. Cada escola vai ter até 20 minutos para se apresentar na pista”.

O dirigente não escondeu que a festa realizada em São Paulo foi inspiração para o projeto chegar ao Rio de Janeiro. “É claro que essa ideia surgiu vendo a festa de São Paulo. A gente pensou nessa festa, levamos para Liesa, mas ficou muito em cima da hora na época, e agora a LIGA-RJ comprou essa ideia. Tenho certeza que vai ser uma festa que vai mudar a maneira de se fazer lançamento no Rio, dando protagonismo para escolas e componentes. Queremos dar uma experiência ampla para o público. Vai ser uma imersão e uma noite para revermos amigos de outras escolas. Vai virar uma festa referência”, garante.

Para o presidente da LIGA-RJ, Wallace Palhares, o evento marca a retomada do samba. “Momento de retomada. É a celebração da vida. É um renascimento para todas escolas da Série Ouro. Tudo foi preparado com muito cuidado. Nossa expectativa é que teremos uma grande festa e o povo fazendo parte e sendo valorizado. A ideia é que o evento entre para o nosso calendário anual”.

Wallace Palhares elogiou a produção do álbum dos sambas para 2022. “Estou muito feliz. O álbum respeitou a opinião de cada escola, produção fantástica. Só tivemos gente de alto quilate participando. O resultado está sendo maravilhoso”.

O presidente da LIGA-RJ disse que a projeção para 2022 é manter o alto nível do espetáculo. “Fazemos a projeção de um belíssimo carnaval, como sempre foi na Série A, e, agora será na Série Ouro. Estou conversando com diversos presidentes, vem muito coisa boa por aí, estamos avançando bem”, finalizou Palhares.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.