Todo o trabalho social e inclusivo realizado pelas escolas de samba paulistanas e pela Liga Independente das Escolas de Samba de São Paulo, especialmente para os dias de desfile no sambódromo do Anhembi, agora tem o Selo Paulista da Diversidade. A certificação é concedida pelo Governo do Estado de São Paulo, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, para organizações públicas, privadas e da sociedade civil que estão comprometidas com a igualdade de direitos, cidadania, promoção da cultura do respeito, valorização da diversidade e inclusão de PNEs.

Foto: Divulgação/Liga-SP

“O Carnaval é diverso, traz em seu cerne a prática da inclusão . Receber o reconhecimento do Governo do Estado, por meio da outorga do Selo Paulista da Diversidade à Liga-SP, extensivo às suas 34 escolas de samba filiadas, além de ser muito gratificante, reforça nosso compromisso de praticarmos cada vez mais a acessibilidade e a igualdade, respeitarmos diferenças e oferecermos oportunidades”, explica Lúcia Helena da Silva, produtora sociocultural da Liga-SP.

Desde 2007, o programa Selo Paulista da Diversidade destaca empresas que promovem a inclusão e acolhem a diversidade e difunde cases de sucesso. A avaliação para a certificação leva em conta a existência de políticas de diversidade e inclusão, e a comunicação dentro da cultura organizacional; a promoção de ações de diversidade dentro da gestão de pessoas; o atendimento ao público, e o apoio a ações externas inclusivas.

A Liga-SP e as 34 escolas de samba filiadas foram reconhecidas na categoria Adesão, quando há políticas de diversidade em estudo, desenvolvimento, implementação ou avaliação. O Selo Paulista da Diversidade é válido por 24 meses e pode ser renovado.

Comentários