Gringa cheia de gingado e samba no pé já não é novidade, mas na Lins Imperial, elas não são mais coadjuvantes. Após o sucesso das musas internacionais no desfile da Lins Imperial em 2022, a verde e rosa do Lins, que anunciou recentemente a sua nova rainha de bateria francesa, terá a australiana Emilia Sepulcri como musa no próximo carnaval.

Foto: Divulgação

Emília sempre foi fã de música latina e começou a dançar salsa. A partir daí, passou as aulas para o ritmo de samba, se apaixonou pelo gingado das passistas e pelo som da bateria e nunca mais parou. Para a nova musa da Lins Imperial a forma física, agilidade e a graça das musas e passistas cariocas são inspiração.

“Estou animada e privilegiada por fazer parte da Lins Imperial. Além de estar muito ansiosa para conhecer a sua comunidade, as pessoas envolvidas e melhorar meu conhecimento da cultura do carnaval e alcançar crescimento no meu samba”, avisa a musa.

A verde e rosa do Lins continuará investindo no seu elenco para o próximo carnaval. A escola será a segunda agremiação a desfilar na sexta-feira de carnaval pela Série Ouro, da Liga-RJ.

Comentários