O mundo do carnaval perdeu nesta quinta-feira Cristina Candonga, filha do lendário José Geraldo de Jesus, o Candonga, responsável por guardar e proteger a chave da cidade, que é entregue ao Rei Momo antes de todos os carnavais do município. Não foi informada a causa da morte, nem o local e horário do velório e enterro.

Foto: Arquivo pessoal

Em 2017, Cristina contou que a chave só saia de casa para ir para mãos do Rei Momo. “A chave não fica com o Rei Momo. Ela sai da minha casa apenas pelo tempo que dura a cerimônia”, disse ela ao jornal O Globo.

A família Candonga também distribui água para os ritmistas de todas escolas de samba, quando eles param no segundo recuo de bateria, durante os desfiles, na Marquês de Sapucaí.

O grupo distribui também o “cravinho”, feito à base de ervas, e com o segredo da fórmula muito bem guardado por toda família.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.