Compositores: Chacal do Sax, Myngal, Igor Federal, Alexandre Rivero e Felipe Mussili

Na força do vento que sopra de Oyá
És o meu amor, Estação Primeira
Valente Guerreira, Nação Iorubá
Sou Mangueira!

Mãe África
Se coloriu de Verde e Rosa
Escravos, Tormentas
Navios ao mar
Ê vento ê….. vem de além-mar
Traz valentia, nas mãos de Oxalá

Ancestralidade e Magia
Lágrimas aportam na Bahia
“É do seu jeito, Ioiô … Ioiô”
“Pra Majestade: Yayá … Yayá”
Segue o cortejo
Que a liberdade já brilha no olhar

Êeee Bahia
Preto cantava e sambava na cara da burguesia
Êeee Bahia
Mesmo sofrendo nunca deixou de lutar

E na mais negra das cidades
Na persistência, um ritual de fé
A resistência é meu Congá
Bato cabeça pro meu Orixá

Mangueira
Nesse terreiro todo mundo é de Oxum
A minha pele empoderada, eu sou mais um
A desfilar nessa avenida

O Ilê Aiyê
O pioneiro, a inspiração
Malê, Didá e Olodum
Batendo num só coração

Pintar o corpo
É fazer da dor uma alegria
Meu Bloco é Nagô!
Respeita o Tamborim em Salvador!

Comentários