Por Alberto João e Guilherme Ayupp. Fotos: Magaiver Fernandes

A Cidade do Samba recebeu na noite de segunda-feira a festa de lançamento dos sambas do Grupo Especial do Rio de Janeiro para o Carnaval 2019. Apenas a Mocidade Independente de Padre Miguel não participou do evento por discordar da sua realização enquanto não existe uma solução da Prefeitura do Rio para o pagamento da subvenção. A ausência do povo do samba foi sentida, já que apenas convidados puderam participar da festa, mas nos bastidores cresce a certeza que para o Carnaval 2020 a Liga Independente das Escolas de Samba (Liesa) deve produzir um evento para todos os sambistas na Cidade do Samba, independente ou não, da celebração para os convidados.

A propagada crise financeira que assola o carnaval do Rio de Janeiro não foi vista nas apresentações e no desenvolvimento dos sambas. Destaques para as duas principais campeãs do carnaval carioca: Portela e Mangueira. E como é ver duas gigantescas agremiações novamente com papel de protagonistas da folia. Salgueiro, Tijuca e Tuiuti também fizeram grandes exibições. Surpresas da noite, União da Ilha e Viradouro pisaram forte e também se destacaram.

Como o site CARNAVALESCO tinha noticiado, antes das apresentações oficiais, os intérpretes das 13 escolas participantes da festa cantaram dois sambas históricos de suas agremiações. No fim, os cantores juntos interpretaram o clássico “Eu sou o samba”.

Veja abaixo a análise do site CARNAVALESCO para cada apresentação

Viradouro: A escola de Niterói despertou na folia. É realmente possível identificar que o brilho no olhar voltou, como diz o samba-enredo de 2019. O intérprete Zé Paulo é avassalador no palco. Julinho e Rute unem experiência e garra. Perfeita também foi a junção da rainha Raissa com a musa Luana. A apresentação credencia a Viradouro para fazer história em 2019, e, vindo do Acesso, sonhar com uma colocação entre as melhores do ano. Pelo que foi visto na Cidade do Samba o samba cresce demais nas apresentações ao vivo. E com a bateria de mestre Ciça fica ainda mais forte. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Império Serrano: A escola da Serrinha seguiu no Grupo Especial após a virada de mesa em 2018 e optou por adaptar a música “O Que é o que é?”, do cantor e compositor Gonzaguinha, para um samba-enredo. Mesmo com todas críticas dos sambistas, a escola mostra que é possível um bom desenvolvimento com a trilha sonora. Leléu e Anderson Paz estão adaptados. Diogo Jesus e Verônica formam um casal seguro. Quitéria Chagas, rainha de bateria, participou da exibição. A ausência sentida foi da rainha da escola, Monique Rizzeto. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Grande Rio: Como o Império Serrano, a escola de Caxias só está no Grupo Especial em 2019 devido a virada de mesa em 2018. A opção pela encomenda do samba ainda tem o resultado questionável para a Grande Rio. Estreando no Grupo Especial, o intérprete Evandro Malandro mostrou todo seu talento durante a apresentação. Daniel e Taciana, casal de mestre-sala e porta-bandeira, ainda podem afiar o entrosamento. A Grande Rio tem um dos melhores carnavalescos da história, o craque Renato Lage, mas precisa aliar ao talento do mago, os outros quesitos que perderam figuras importantes após o carnaval de 2018. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

São Clemente: A reedição de “E o samba sambou” é o tiro certo da escola. Leozinho Nunes tem ao lado para 2019 o talento de Bruno Ribas no comando do carro de som. Leozinho com o microfone mais alto conduziu com bastante habilidade e a já conhecida alegria a exibição da São Clemente. Ponto mais que positivo é a volta da porta-bandeira Giovanna ao carnaval. Talento e classe com o pavilhão clementiano. Dupla forte com o mestre-sala Fabricio. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

União da Ilha: Grande surpresa da festa do CD de 2019. E tudo graças ao incrível Ito Melodia. A Ilha tem um monstro na condução do seu samba-enredo. O cantor passa alegria, força e emociona quem assiste sua apresentação. Destaque também para o classe do mestre-sala Phelipe Lemos, um dos melhores do ramo. Com a porta-bandeira principal, Dandara Ventapane, no resguardo da gravidez, a Ilha foi representada por Winnie Lopes. Gracyanne Barbosa, rainha de bateria, participou da exibição. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Vila Isabel: O bicho voltou a estar solto na escola do bairro de Noel. Em sua reestreia, Tinga já deu outra cara para o samba da Vila Isabel. O cantor, sem dúvida, é um dos melhores do Grupo Especial. Quem também está no hall dos tops é o casal de mestre-sala e porta-bandeira, Raphael e Denadir, eles conseguem aliar sutileza e momentos de pura vibração. Dandara, musa da escola, como sempre, sambou demais e cantou o samba o inteiro. Aliando uma gestão organizada com quesitos fortes não será surpresa uma boa colocação da Vila Isabel em 2019. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Imperatriz: A escola de Ramos tem no cantor Arthur Franco a junção da força com o jeito na colocação das palavras e a melodia. A obra ainda pode render mais e deve proporcionar um desfile mais solto para a verde e branco. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Thiaguinho e Rafaela Theodoro, é uma garantia de boas notas para Imperatriz. A exibição da dupla na Cidade do Samba encheu de orgulho os gresilenses. A rainha Flávia Lyra participou da apresentação. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Unidos da Tijuca: Com Laíla no comando da direção de carnaval e Wantuir voltando ao posto de intérprete principal, a escola do Borel tem um dos melhores sambas de 2019. A agremiação levou para o palco todo o seu carro de som. Ao jeito de Laíla, o samba foi colocado em um andamento mais cadenciado. Alex e Raphaela Caboclo passaram muito bem pela festa. A dupla parece ter sido uma escolha certa e que renderá bons frutos. A rainha de bateria, Elaine Azevedo, participou da exibição. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Mangueira: Estonteante. A Verde e Rosa é a principal favorita para o Carnaval de 2019. A escola une o talento do carnavalesco Leandro Vieira, com o samba-enredo que promete entrar para história com sua letra forte, o casal Matheus e Squel perfeitamente entrosado, e ainda tem a bateria de mestre Wesley que vem se destacando nos ensaios. Tem mais. Ela não vale ponto, mas é a rainha do samba no pé. Evelyn Bastos é da comunidade, tem carisma, e beleza irretocável. E o intérprete Marquinho Art Samba? Na gíria do carnaval, ele deu o nome. Casamento perfeito. Cuidado que a Mangueira vem aí! * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Portela: O sonho de homenagear Clara Nunes já foi realizado. Agora, o portelense quer o título. Cantar Clara Guerreira em 2019 é uma grande missão para o intérprete Gilsinho. Craque, o cantor mostrou que está na ponta dos cascos para um desfile inesquecível. O samba passou muito forte na Cidade do Samba e fez o presidente Luis Carlos Magalhães chorar durante a apresentação. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Marlon e Lucinha Nobre, dançou no mais alto nível. A rainha Bianca Monteiro sambou o tempo inteiro e distribuiu beleza e carisma de uma legítima portelense. O voo da Águia promete encantar em 2019. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Salgueiro: Xangô merece e foi presenteado. Na força e maestria de Emerson Dias, a Academia do Samba passou com sua vigorosa apresentação. Se o clima político esfriar até o desfile, o Salgueiro está na briga por um grande resultado no ano que vem. O casal de mestre-sala e porta-bandeira, Jack e Vinicius, fez uma exibição forte com muita dança o tempo inteiro. Rainha das rainhas, Viviane Araújo marcou presença com todo seu carisma e amor ao Salgueiro. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Tuiuti: Vice-campeã de 2018, o Paraíso do Tuiuti mostrou que subiu o seu patamar. A escola de São Cristóvão conta com uma dupla top para conduzir seu samba-enredo. Celsinho Mody e Grazzi Brasil formam uma grande parceria no comando do carro de som. Destaque também para o casal Marlon e Danielle Nascimento. A dupla traz muita segurança. Com a força do enredo e o trabalho de muita qualidade do carnavalesco Jack Vasconcelos, o Paraíso deve reafirmar em 2019 seu lugar na nova ordem do carnaval carioca. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Beija-Flor: A atual campeã do carnaval não tem mais Laíla na direção de carnaval. E não é pouca coisa. A mudança é gigante. Porém, a escola de Nilópolis é gigante e tem o poder de superar tudo. Neguinho da Beija-Flor é o craque na condução do samba. E quem tinha dúvidas sobre o rendimento do samba elas acabaram na Cidade do Samba. Claudinho e Selminha Sorriso foram o único casal que se apresentaram fantasiados. Raíssa, rainha de bateria, é uma joia nilopolitana e do carnaval. Mesmo desfilando no domingo é loucura descartar a Beija-Flor como uma das favoritas para 2019. A escola vai comemorar seus 70 anos e sempre que pisa na Avenida é um rolo compressor. * VÍDEO DA APRESENTAÇÃO // GALERIA DE FOTOS

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui