A Estação Primeira de Mangueira homenageou Cartola, Jamelão e Delegado no desfile de 2022. A escolha do samba-enredo gerou debate no pré-carnaval, mas a obra teve um bom resultado no mini-desfile na Cidade do Samba e no ensaio técnico. No desfile oficial, os julgadores do quesito pontuaram algumas falhas. A Verde e Rosa recebeu apenas uma nota 10, dada por Felipe Trotta. Dos outros jurados ela ganhou 9.8 e 9.9, 9.9 e 9.9. Na apuração, as notas 10 e 9.8 foram descartadas do somatório geral para classificação do Grupo Especial do Rio de Janeiro.

Para o julgador Alessandro Ventura, o samba-enredo da Mangueira é nota 9.8. Ele explicou: “As notas do trecho que inicia em “nesse solo sagrado…” e se estende até ‘três iluminados reis do carnaval’ são bastante alongadas e em região baixa, o que acabou por acarretar perda de consistência do canto. Justifica-se pelo uso desde expediente, a despontuação de 0,1 (melodia)”. “O extra que se orgina em ‘é verde e rosa…’ até o fim da estrofe em ‘tem aos seus pés…’ discorre sobre a escola titular da obra sem que se faça menção ao eixotemático central da composição, que é a homenagem aos baluartes da escola: Cartola, Jamelão e Delegado. O trecho não interage com o bloco temático principal e, por esta razão, está justificada a despontuação de 0,1 (letra).

O jurado Clayton Fábio Oliveira deu 9.9 para Verde e Rosa. Ele citou: “Todo o samba é muito bom, mas o refrão ‘só sei que Mangueira… Jamelão e Delegado’ possui uma linha melódia muito semelhante à sambas de outros anos e, em comparação às estrofes e o primeiro refrão, as rimas óbvias destoam”.

Foto: Allan Duffes/site CARNAVALESCO

Alfredo Del-Penho também deu nota 9.9 para o samba-enredo da Mangueira. Ele justificou: “O samba não gera maiores contrastes entre as partes, o que faz com que a chegada nos refrões não tenha o efeito crescente. Além disso, há trechos com clichês melódicos como ‘só sei que Mangueira….’ ‘valei-me’, e trechos menos inspirados como ‘lustrando sapato vendendo jornal’ (-0,1 melodia).

O outro 9.9 para o samba-enredo da Mangueira foi da julgadora Alice Serrano. Ela disse: “Faltou enriquecimento à letra com utilização de um universo mais amplo de vocábulos e expressões mais diversificadas, e que acrescentasse ao samba outras informações dos homenageados, ao invés de repetir verbetes a expressão ‘Mangueira’ somado às expressões ‘Verde Rosa’ e ‘Estação Primeira’. A expressão do vocáveulo, propiciaria o enriquecimento das rimas, que se mostraram pouco criativas e já muito utilizadas, sem supresa ou novidade (-0,1)”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.