A Mangueira resgata a tradição do samba de terreiro com a realização do 1º Concurso de Samba de Raiz/Terreiro da ala de compositores da Estação Primeira de Mangueira. A competição começa neste sábado, 30/11 às 20h, antes do tradicional ensaio show de quadra.

O objetivo deste concurso é, segundo o presidente Elias Riche, resgatar um momento que tradicionalmente acontecia na quadra antes dos ensaios de samba enredo, no qual diferentes compositores apresentavam seus sambas de terreiro, abrilhantando o ensaio. Muitos destes sambas ganharam notoriedade, ultrapassaram os limites da quadra.

Composições famosas de Cartola, Carlos Cachaça, Padeirinho, Geraldo Pereira, Nelson Sargento e tantos outros foram cantadas primeiro no terreiro da Estação Primeira, antes de ganharem o mundo nas vozes dos próprios compositores e dos grandes intérpretes da época.

Os temas dos sambas inscritos são obrigatoriamente a Estação Primeira de Mangueira e sua contribuição para a cultura do carnaval e do samba, figuras ilustres e históricas da nossa escola, bem como a integração e o companheirismo no mundo do samba. Todas as composições inscritas são inéditas, isto é, não podem ter gravação comercial anterior.

O samba campeão vai receber R$ 3 mil, o vice R$ 2 mil e o terceiro colocador, R$ 1 mil. Os autores dos três sambas mais bem classificados passarão a integrar a ala de compositores da escola, caso ainda não pertença a ela.

Foram inscritas 45 composições, divididas em três chaves de 15 sambas em sorteio realizado no barracão da Cidade do Samba, na quinta feira, 21/11, conforme o regulamento. Os primeiros 15 se apresentam neste sábado e os demais nos sábados seguintes (7 e 14 de dezembro, respectivamente).

O sorteio da ordem de apresentação dos sambas será feito no próprio dia da competição, às 20h, no Palácio do Samba. Nesta primeira fase, dos 15 sambas concorrentes em cada chave, cinco serão eliminados e 10 passam para a próxima fase.

O QUE É SAMBA DE TERREIRO

O samba de terreiro, durante a década de 30, era cantado no desfile de Carnaval das escolas. Ele era conhecido assim por ser produzidos e apresentado nos terreiros de terra batida das escolas. Com o advento do samba enredo, os sambas de terreiro, mais tarde conhecidos por samba de quadra, quando os espaços das escolas de samba foram cimentados, passaram a ser cantados antes do ensaio de samba enredo. Era questão de honra para um compositor apresentar um samba de terreiro novo para ser cantado na escola e ter a aprovação das pastoras. As músicas apresentadas tinham que ser inéditas e não podiam ser tocadas no rádio. Se fossem para o mundo, deixavam o terreiro.

VEJA AS CHAVES:

CHAVE A – se apresenta em 30/11

13 – Mauro Cordeiro/Edson Junior
28 – Marciano/José Carlos
19 – Claudio Alves
36 – Claudinho Melodia
16 – Bete da Mangueira/Vinicius Vieira
29 – Marcos Lauriano/Tião Sapê
14 – Dino Nogueira/Sandro Lopes
34 – Jaime Lopes
26 – Artur Cardoso/Alexandre Reis
42 – Ricke Fonseca/Isaías Demócrito
17 – Eraldo Caê/ Prof. Oswaldo
45 – Jorge Bernini/Rafael Bernini
40 – Ricardo Nascimento
18 – Mauro de Quintino/Carlinhos Mecânico
04 – Toninho Gentil

CHAVE B – se apresenta em 07/12

30 – André Siqueira
07 – Jerônimo/Kleber
23 – Celso Tropical
35 – Nelson Nabuco
38 – Thiago de Souza/Alex Mortão
41 – Samuel Rachid/Pedro Paulo
31 – Luiz da Madeira/Jorge Mazzoni
10 – Gustavo Louzada
03 – Waltinho Paixão
09 – Sergio Gil/Alexandre Naval
33 – Fernando Tinoco
08 – Guilherme Lins
44 – Wanderley Monteiro/AUV
11 – Monamí/Milton Gaúcho
22 – Robson Silva

CHAVE C – se apresenta em 14/12

25 – Marcio de Deus
32 – Partidinho/Serginho Miriti
01 – Antunes King/Olímpia
43 – Ti-Carlos
37 – Riccio/Clarck Almeida
21 – Wander Hora/Vera Félix
12 – Altamiro Melodia
02 – Amauri/Lethícia
39 –Jackson Silva
24 – Lê Santana
20 – Angela Carvalho/Ferdinando Fernando
27 – Otto Luis/Jansen Nascimento
15 – Marcio Dias/Francisco Medeiros
05 – Jorginho Bonsucesso
06 – João Brás

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui