O comediante Marcelo Adnet, ao lado de outros compositores, escreveu o samba dá Sossego sobre o enredo Visões Xamânicas. Com passagem na São Clemente, escola onde auxiliou no processo de criação e desenvolvimento do enredo, o ator participou da produção do samba que a escola apresentou na madrugada desta quinta-feira. A agremiação foi a sexta agremiação a entrar na avenida e encerrar os desfiles do primeiro dia.

Após dois anos afastados do solo sagrado devido à pandemia, os sambistas ganharam a oportunidade de voltar à Marquês de Sapucaí. “Minha primeira impressão foi de muita emoção, ansiedade e suor frio. As emoções estavam completamente misturadas com a aproximação desse dia. Estava em casa com a minha família e saí em direção ao Sambódromo porque eu amo desfilar. É um lugar que eu me sinto à vontade e muito feliz por encontrar com as pessoas”, declara Adnet.

Receber a notícia da aprovação do samba e ver a comunidade cantar pode mexer com os sentimentos. “Quando estamos na plateia, a emoção vem. É impossível conter as lágrimas de alegria com o sucesso de um trabalho e a felicidade da escola”, opina Adnet sobre a sensação de retornar aos desfiles e cantar os sambas.

“Em 2020 realizei o meu sonho de escrever o meu primeiro samba enredo com muita dedicação, para estar nessa festa em harmonia, tudo isso por amor ao carnaval e ao samba”, comenta Adnet. O interesse pelos desfiles surgiu em casa com a família e o ator se orgulha do apoio que recebeu e dos caminhos que trilhou. “Eu sempre gostava de batucar quando criança, aprender novos instrumentos, esse meu interesse me trouxe até aqui”, finaliza Adnet que tem passagens na Gaviões da Fiel, Rosas de Ouro e outras escolas em São Paulo.

Comentários