Desde 2017 como diretor de carnaval da Verde e Branca de Padre Miguel, ano do último título dos independentes, Marquinho Marino reafirmou à reportagem do site CARNAVALESCO durante o desfile das campeãs, sua intenção junto a escola de dar continuidade ao trabalho em 2021.

“Está adiantado, eu não vou sair da Mocidade. Inclusive, alguns membros da equipe foram renovados a pedido meu. A primeira leva de renovação teve (mestre) Dudu, Jorge (coreógrafo da comissão de frente), o casal de mestre sala e porta bandeira (Bruna e Diogo), e o Capoeira (Wallace, diretor de harmonia) foi pedido meu. Eu conversei com o presidente, achei importante dar para eles uma segurança, uma confiança no trabalho deles. Estou na Mocidade em 2021”.

Sem perder nenhum décimo válido em harmonia e evolução no carnaval de 2020, Marino atribui os bons resultados ao trabalho mental que a escola realiza com os componentes durante os ensaios ao longo do ano.

“É um trabalho contínuo que vem desde 2017. A gente junto com a comunidade, com os segmentos faz os ensaios com eles para passar pra eles o tempo inteiro e explicar o que eles estão fazendo. O importante pra gente é que eles entendam o que estão fazendo. E não só cumpram nossas ordens”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui