Por meio de rede social, o ex-mestre de bateria do Tuiuti explicou sua saída e se despediu dos ritmistas. Confira na íntegra:

“Não há muito o que dizer, não curto essas cartas de despedida que a galera fica mandando nas redes sociais … O que acontece é que em 2021 não estarei mais a frente da bateria que tanto amo, a @bateriasupersom30 da @paraisodotuiutioficial que tive o prazer de comandar ao longo de muitos anos. Enfim, foi uma decisão da escola que respeito e acato, mesmo sabendo que nossas notas esse ano não refletem nosso desempenho, pois deixamos de nos apresentar em frente aos jurados por questões referentes a outros quesitos, mas mantivemos o foco em prol da escola, e com certeza nossa postura foi determinante em notas que foram decisivas para o resultado final da escola … Desejo sorte para a Tuiuti que aprendi a amar e chamar de minha escola também e aos meus queridos diretores e ritmistas que sempre se dedicaram ao máximo nos eventos e ensaios. Se saio farei isso com a cabeça totalmente erguida em busca de novos ciclos e objetivos e na torcida por decisões acertadas da nova direção de bateria pois a Supersom mora no meu coração.”

 

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui