Compositores: Domenil Santos, Denilson do Rozário, Leo Peres, Marcelo Casanossa, Alex Saraiça, Carlinhos da Chácara, Guinna, André Ricardo
Intérpretes: Zé Paulo Sierra, Marcelo Rodrigues e Alissandra

Um clarão no orum anunciou
Laroyê, um canto vem de Aruanda
Odé odé odé odé, rufam tambores no agueré
Odé odé odé odé, rufam tambores no agueré
Me preparei pra vencer demanda
De ofá, capanga e damatá
Pedi a benção ao pai Oxalá,
Depois de mergulhar nas águas de Iemanjá
Finquei meu reino no espírito Ketu
Na alma dos pretos escravizados
Vinguei brasileiro, Sebastião de Jesus
Na verdade, Odé de Vera Cruz!

Eh Jurema! É doce a água que me fez apaixonar
Eh Juremá! Na cachoeira vi Oxum a se banhar

Essa nação é Ganga Zumba, é sangue
Tráz a bravura dos tupinambás
Okê arô, oke arô!
Minha flecha é certeira, sou guerreiro caçador
No terreiro Tia Chica me deu sua fé
A batida da mais quente é o meu Gantois
A raiz é verdadeira, no pé da tamarineira
Lá no fundo de quintal
Eu sou oxossi…
Sou o surdo de Miquimba
A cuíca de Quirino e o axé dos Oliveiras
E o meu destino, verde branco, lindo véu
Guardião do nosso povo de Padre Miguel

Meu batuque é a força da comunidade
Energia dos ogãs da mocidade
Caixa de guerra na cadência de André
Sob a regência do herdeiro de Coé

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.