Compositores: Zé Gloria, Solano Santos, J. Giovanni e Igor Vianna
Intérpretes: Tinga, Igor Vianna e Pitty di Menezes

Okê, okê, okê! Na mata, sou o rei
Da flecha certeira, fundamento da jurema
Okê, okê! Caminhei, caminhei
À luz de Olorum e o perfume de alfazema
Sou eu, o ofá riscado na terra
Ventura da caixa de guerra
O silêncio da aldeia
Sentinela dos feitiços em Ifé
O Alaketu guardião, a lança empunhada
Prece e cantoria de Odé (ô)
Firma o agueré no lamento da senzala

É PRECEITO DE ORIXÁ! É VIRTUDE DE ORUM!
EU SOU FILHO DE IEMANJÁ! A ESPADA DE OGUM!
O HERDEIRO DA FORÇA DE OXALÁ
LOGUN EDÉ É FRUTO DO MEL D’OXUM

Ê caboclo ê… Pena Branca, Ventania
Energia da floresta
Ê, caboclo, okê
A entidade que atiça o samborê
Teu santo e teu orixá
Quem tira as flechas do peito do padroeiro
Risca o ponto na quinta-feira
Ossé, magia, poeira, o axé do cavaleiro
No fundo desse quintal quando o alabê evocar
E até o couro arrepiar na batida mais quente
Sou a herança de Coé, batuta do mestre André
O toque da curimba independente

AROLÉ, AROLÉ! MEU BATUQUE É CAÇADOR
OKÊ OKÊ ARÔ! PRA SENTIR A VIBRAÇÃO
SALVE OS MESTRES DO ILÊ E O TAMBOR DA MOCIDADE
OXÓSSI É QUEM MANDA NA BANDA DO SEU CORAÇÃO

Comentários