Compositores: Erasmo Dias, Mário Lúcio, Pablo do Cavaco, Sandro Simões, Elias Bililico, Eduardo Queiroz, Abdalla, Henrique Tannuri e Tuta do Uirapuru

HOJE A MOCIDADE ESTÁ LINDA PRA VADIAR
VAI VADIAR… VAI VADIAR…
RODA DE BAMBAS… TEM JONGO E SAMBA NO PÉ
SALVE A NOSSA RAINHA QUELÉ

COM A COR DOS SEUS ANCESTRAIS
NASCIA A MENINA HERDEIRA DA ARTE
NA SUA PELE A SENSIBILIDADE
FOI DESTINADA PELA FÉ
COM AS BÊNÇÃOS DE NOSSA SENHORA DA GLÓRIA
MARCOU O SEU NOME NA HISTÓRIA
VIU A NEGRITUDE LUTAR, PRA CONQUISTAR SEU LUGAR
ELA É A FILHA DA CULTURA POPULAR
AS MÃOS CALEJADAS, ESCOLA DA VIDA EM SUA AQUARELA
DE PEITO ABERTO TORNOU-SE FAVELA
A TANTOS PRECONCEITOS RESISTIU
ENVOLVIDA EM UM MANTO AZUL ANIL

ÔÔÔÔ ELA É MÃE DE TODOS NÓS
NEGRA GUERREIRA QUE MARCOU COM SUA VOZ
LÁ NA MORADA O SAMBA INCENDEIA
CANTA ATÉ O AMANHECER: CLEMENTINA CADÊ VOCÊ?

BATEU CABEÇA E SAUDOU OS ORIXÁS
NO SEU ILÊ DE INSPIRAÇÃO
BALANÇOU O CORPO DE IÔIÔ E DE IAIÁ
COM SEU SAMBA DE TERREIRO PÉ NO CHÃO
MULHER QUE RETRATOU O CANTO DA ESCRAVIDÃO
E O SAMBISTA TEM A SUA GRATIDÃO
POR ONDE EU FOR VOU TE LEVAR
ETERNAMENTE EM MEU CANTAR, VIVA CLEMENTINA!
O SAMBA SE CURVA A SEUS PÉS
FAZ BATER MAIS FORTE O MEU CORAÇÃO
É O NOSSO POVO ALEGRE NA AVENIDA, PRA SUA COROAÇÃO!

Comentários