A Mocidade Independente de Padre Miguel reuniu na noite desta quinta-feira, 29 de agosto, em seu barracão, na Cidade do Samba, os chefes de seus segmentos. O objetivo da reunião foi reafirmar o comprometimento da diretoria da escola com um grande desfile no Carnaval 2020, além de esclarecer dúvidas sobre os últimos acontecimentos da escola. O clima de união entre os profissionais que formam a base da verde e branca foi o tom, assim como a solidificação do projeto de desfile.

“A Mocidade como instituição não pode ficar debatendo na internet com quem a critica e muito menos expor acontecimentos internos, principalmente se esses acontecimentos envolvem outras pessoas. Essa reunião foi justamente para esclarecer a base da escola as últimas medidas tomadas. Não vamos comprometer o projeto grandioso do nosso desfile de 2020 com vaidades, falta de profissionalismo e insubordinações. Creio que o balanço desse encontro é muito positivo. E cada chefe de segmento pode levar a informação ao seu grupo. Os nossos problemas resolvemos dentro de casa”, afirmou Luiz Claudio Ribeiro, vice-presidente administrativo da Mocidade.

Tia Nilda, coordenadora da ala de baianas e componente da escola desde 1979, foi uma das pessoas presentes ao encontro. Ela agradeceu a preocupação da diretoria independente em esclarecer a situação.

“Acho que isso era necessário e me sinto muito valorizada por vocês. Primeiro pelo respeito que a ala de baianas tem por parte de todos da diretoria, e segundo por nos ouvir, explicar o que vem acontecendo, e nos dar a certeza que o trabalho está sendo feito. A nossa base é forte e a Mocidade é uma escola de fundamentos. Quem pisa o chão da nossa quadra tem que ter a ciência que ali dentro há muita história e comprometimento com o nosso pavilhão. Ser independente não é só dizer em rede social. É participar, respeitar, e acrescentar a escola”, concluiu a vencedora do prêmio de Personalidade do Estandarte de Ouro em 2019.

Responsável por gerenciar o projeto, Marquinho Marino, diretor de carnaval, garantiu a fluência daquilo que vem sendo planejado pelo carnavalesco Jack Vasconcelos e a continuidade do bom trabalho de cada um dos segmentos.

“Quem conhece o trabalho feito nos últimos anos na Mocidade sabe que eu não sou adepto a fofocas e vaidades. Aqui a estrela é literalmente a nossa escola. Cada um dos responsáveis por segmentos tem parcela importante naquilo que estamos fazendo na Avenida. Voltamos a ser uma escola competitiva e continuaremos assim. Estou ainda mais motivado e tenho certeza do potencial de cada um aqui dentro. Não existe um salvador da pátria, um mestre, uma unidade. A Mocidade é um coletivo de apaixonados e profissionais capacitados. Foi assim nos últimos anos e continuará sendo, mas com uma diferença: estamos com “sangue nos olhos”.

Neste domingo, dia 1º de setembro, a partir das 15h, acontece mais uma etapa da sua disputa de samba-enredo para o Carnaval 2020. Seis obras permanecem na disputa. A Mocidade Independente de Padre Miguel será a quinta escola a desfilar na segunda-feira de carnaval com o enredo ‘’Elza Deusa Soares’’. A agremiação busca o sétimo título de sua trajetória.

Comentários