A Portela perdeu o ritmista Hélio Salino da Silva, aos 72 anos, vítima de infarto. O corpo do sambista vai ser enterrado nesta sexta-feira, às 14h30, no Cemitério de Inhaúma. O velório acontecerá na sala 5 da Capela Santa Isabel, a partir das 9h.

Torcedor do Botafogo e portelense apaixonado, ele entrou para a bateria Tabajara do Samba em 1975. Depois de anos tocando surdo de terceira, passou a fazer parte do naipe de cuícas. Desde 1992, ao lado de amigos, era um dos organizadores das comemorações pelo Dia Nacional da Cuíca (21 de abril), data que reúne cuiqueiros de diversas agremiações. Hélio deixa mulher e dois filhos.

O presidente Luis Carlos Magalhães e toda a diretoria da Portela lamentam profundamente o falecimento do ritmista Hélio e se solidarizam com seus familiares e amigos neste momento de dor e luto.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui