Uma componente da escola de samba Vai-Vai foi agredida durante ensaio técnico da agremiação na madrugada de domingo. O vídeo que repercute na internet mostra o homem, identificado na camiseta como “diretoria”, puxando o cabelo e a empurrando. Mesmo com as agressões, ele ainda ameaça a mulher: “Se você não for você vai apanhar”, e continua com os empurrões sentido dispersão do Sambódromo. A Vai-Vai emitiu um comunicado em repudio ao ato, e afirmou também que o homem está afastado das atividades da escola. Os nomes da vítima e do agressor não foram revelados. Veja a nota na integra:

“A Diretoria e Conselho do G.R.C.S E.S. Vai-Vai vem a público para informar que não pactua com atos de violência e covardia praticados contra uma componente e colaboradora desta instituição. O autor dos atos em questão está sumariamente afastado de qualquer atividade junto a nossa escola. Viemos a público pedir nossas desculpas e registramos aqui nossa solidariedade à vítima, bem como não mediremos esforços para que ela fique bem e tenha todos os meios para garantir e legitimar os seus direitos. Repudiamos de forma veemente o triste e criminoso fato ocorrido e não admitiremos em hipótese alguma que lamentáveis acontecimentos como este fiquem impunes”.

Entidade responsável por toda a organização dos desfile do carnaval da cidade de São Paulo, a Liga-SP também se pronunciou sobre o caso através do Facebook. Na nota eles repudiam o ato, “defendem que o assunto precisa ser mais falado  e afirmam que vão se esforçar para localizar e punir todos aqueles que só querem atrapalhar a nossa festa”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui