A Unidos do Viradouro, atual campeã do Grupo Especial, anunciou na noite desta quinta-feira, feriado de São Jorge, para anunciar seu enredo para o Carnaval 2021. Para isso, a vermelho e branco caprichou em uma live que teve participação dos carnavalesco Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, além do presidente Marcelinho Calil, o diretor Alex Fab e o intérprete Zé Paulo, que cantou diversas obras histórias da escola. ‘Não há tristeza que possa suportar tanta alegria’ é o titulo do enredo do ano que vem.

“Tomadas por um sentimento de libertação, em 1919, após Gripe Espanhola, as pessoas usaram o momento para liberarem toda alegria. Transformaram o luto em alegria. Foi um marco na história do Rio de Janeiro e do carnaval. O nosso enredo tem grande densidade cultural, porque foi nesse ano de 1919, que o samba se tornou o principal ritmo do carnaval. O Bola Preta fez seu primeiro desfile”, explicou Tarcísio Zanon.

Em um texto do escritor Ruy Castro, que foi citado pelo carnavalesco Tarcisio Zanon, ele fala do Carnaval de 1919. “Quem não morreu sentiu-se no dever de celebrar a vida, brincando o Carnaval como nunca antes. A cidade saiu em peso para os corsos, ranchos e batalhas de confete. Os pierrôs e caveiras não se contentavam em pular —invadiam as casas e arrastavam os renitentes para a folia. Pela primeira vez, o samba superou os outros ritmos nas ruas. E, numa dessas, o menino Nelson [Rodrigues] viu, dançando no alto de um carro, na praça Saenz Peña, uma moça fantasiada de odalisca, com o umbigo à mostra. Ninguém de sua família tinha umbigo —ele próprio só agora descobria o seu”.

O presidente da Viradouro também falou sobre a ideia do enredo para o desfile de 2021.

“É um enredo que tem a cara da escola. Traz alegria e esperança. Vamos lá atrás em 1919, fazemos paralelo com o momento que vivemos agora, e vamos construindo esse fio juntos. A mensagem pega no respeito a dor, tristeza, mas também são mecanismos de transformação e reflexão. Nosso enredo é de muita alegria”, disse o presidente Marcelinho Calil.

Presidente da Viradouro fala em solidariedade com a comunidade

Um dos diretores de carnaval, Alex Fab, explicou que o barracão da escola passará por uma higienização completa.

“Aumentaremos o número de áreas de higiene, criamos já um protótipo para termos uma máquina com álcool em gel, e faremos uma limpeza geral no barracão. Vamos adequar o barracão para quando pudermos iniciarmos os trabalhos para o desfile de 2021”.

O presidente Marcelinho Calil frisou que a preocupação da escola, nesse momento de pandemia, está em ser solidária com seus componentes e membros da comunidade.

“Vivemos um momento muito delicado. O que pode ser feito no sentido do auxílio estamos fazendo e buscando estar presente nas vidas de todas pessoas que a gente consiga atingir. A solidariedade está muito forte em nossos corações e é nossa prioridade. Isso não deixar de permitir que a gente desenvolva o que é possível no nosso cronograma para o próximo carnaval. O lançamento do enredo é o pontapé de partida. É uma tradição da escola anunciar o enredo do Dia de São Jorge. Buscando levar virtualmente todo o afeto para a nossa comunidade”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui