Eles foram chegando devagar, devagarinho, com a bênção do avô, o gingado e a inspiração que já atravessam três gerações de grandes sambistas. Três anos após formarem uma dupla de samba e começarem a trilhar os próprios caminhos musicais, Raoni e Dandara lançam, pela Sony Music, o EP Atravessando Gerações, primeiro da carreira sob a chancela de uma gravadora. As cinco músicas do EP estão disponíveis em três das principais plataformas de streaming musical: *Spotify, Deezer e Apple Music.

Foto: Fernanda Assis/Divulgação

Mart’nália e Thiago da Serrinha assinam a produção do EP, que aposta na verve de compositor de Raoni, autor de inéditas quatro das cinco faixas do trabalho – duas delas com parceiros. Completa o repertório uma regravação de Namoradeira, composição lançada por Martinho da Vila em 1995, no disco Tá Delícia, Tá Gostoso, estrondoso sucesso do artista, com mais de um milhão de cópias vendidas.

“Esse EP é a realização de alguns sonhos: o primeiro, o de fazer dupla com minha irmã, o que começou de maneira despretensiosa até que a gente foi sonhando cada vez mais alto; o segundo sonho é como compositor, tendo minhas primeiras músicas gravadas profissionalmente; e tem a ‘cereja do bolo’, que foi o meu avô cantando uma música minha”, revela Raoni.

“Este momento é uma síntese de tudo o que a gente viveu nesses três anos, desde o início da dupla, e também de como a gente enxerga essa missão e essa honra de ser a terceira geração da nossa família cantando e representando o samba, algo tão forte e genuíno para nós”, completa Dandara.

ATRAVESSANDO GERAÇÕES, FAIXA A FAIXA

Que preta é essa, segunda faixa do EP, é a música de trabalho. Raoni e Dandara escolheram um partido alto que versa sobre o empoderamento feminino ao afirmar, com o contagiante ritmo da palma da mão, que “Hoje o lugar dela é em qualquer lugar!”.

Primeira e segunda gerações da família marcam presença com as participações especiais do avô Martinho e da mãe Analimar Ventapane em Atravessando Gerações, música-título que abre o trabalho da dupla. A poética interpretação da letra e melodia de Raoni exalta a importância das raízes, tradições e do poder de transformação social do samba.

A tia Mart’nália e o produtor Thiago da Serrinha são parceiros de Raoni na terceira faixa, Meu enredo, interpretada por Dandara. A atual primeira porta-bandeira da escola de samba Paraíso do Tuiuti – que já teve passagens pela União da Ilha e Unidos de Vila Isabel – é visceral ao cantar “eu entrego minha vida na Sapucaí”, bailando entre a exaltação e o lamento no desfile de versos compostos em plena pandemia de Covid-19, que levou ao cancelamento do carnaval de 2021.

A quarta faixa surge com um arrojado arranjo de Namoradeira, assinado pelos produtores do EP, que fazem uma releitura do samba de roda baiano da gravação original de 1995, acrescentando um som africanizado incrivelmente dançante.

Fechando o EP, a faixa Seja Feliz é o resultado da primeira parceria de Raoni com Ana Costa, madrinha musical da dupla. Raoni e Dandara interpretam um samba de belas melodias para falar de amor e despedida.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.