Quatro escolas de samba aproveitaram o tempo vago sem ensaios e eventos nas quadras para darem novas cores nos seus espaços. Através do artista Leandro Assis, o Salgueiro, Beija-Flor, Império Serrano e Imperatriz Leopoldinense pintaram seus espaços.

As publicações das imagens nas redes sociais mexeram com os sambistas que estão cheios de saudades das quadras das escolas de samba. No decreto da Prefeitura do Rio, a possibilidade é que elas sejam reabertas a partir de 1 de novembro com capacidade reduzida e todas normas sanitárias cumpridas.

“O tempo de cada quadra depende da logomarca e o espaço. Em média, o piso utilizamos sete dias. Na Imperatriz, a gente trabalhou em toda revitalização da quadra na pintura. Já combinamos de fazer a da Vila Isabel também”, disse o artista.

Até o momento, nenhuma escola anunciou calendário com presença de público. A expectativa segue pela plenária na sede da Liesa, no fim de setembro, que vai ditar os rumos das agremiações para o próximo ano.

  • Texto publicado na coluna “Espaço do Sambista”, toda sexta-feira no jornal MEIA HORA.
Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui