A Unidos da Tijuca ouviu o clamor do povo na internet e escolheu o samba-enredo da parceria de Anderson Benson, Eduardo Medrado e Kleber Rodrigues para o Carnaval de 2022. A escola levará para Avenida o enredo “Waranã – a reexistência vermelha”. O trabalho é desenvolvido e assinado pelo carnavalesco Jack Vasconcelos. * OUÇA AQUI O SAMBA CAMPEÃO DA TIJUCA

“Esse enredo é especial. Fala do mito da criação do guaraná, mas possui uma série de lições de moral. Esse enredo me tocou para além da qualidade dele mesmo. Minha filha se emocionou com o samba e isso me marcou muito. A obra tem uma energia que parece que transcende com o conteúdo da história que é muito interessante”, explicou o compositor Eduardo Medrado, em entrevista ao site CARNAVALESCO.

Estreando na Unidos da Tijuca, o carnavalesco Jack Vasconcelos falou do trabalho na escola. “Fiquei com o projeto pronto e estamos voltando. Além da crise sanitária, também temos a crise de material, mas estamos colocando tudo no lugar. Durante a pandemia, a gente teve que aprender e reaprender muitas coisas. Serviu também para prestarmos atenção em muitas coisas. O nosso enredo é a reexistência através do amor. A mensagem que o olho mais doce, a compreensão, a palavra, agir com amor e coração, é o que vamos mostrar no desfile”.

Fernando Horta, presidente da Tijuca, comentou sobre a volta do carnaval e da escola. “Foram 18 meses parado. É uma satisfação voltar. Infelizmente, a gente perdeu muitas pessoas queridas na pandemia. Os barracões foram reabertos e estamos correndo atrás e sabemos que o tempo está curto. Confio plenamente que teremos carnaval em 2022.

Mestre Casagrande revelou que pretende manter o mesmo número de ritmistas no próximo desfile. “Estou muito contente e emocionado em voltar. Rever os ritmistas, nossa família. Acho que todas escolas vão diminuir o número de desfilantes, inclusive, pela pandemia. Vamos ver como vai ser o comportamento. Vou continuar com os 272 e esperar, caso não seja possível vou com 250. Importante ir para Avenida com todos vacinados”.

Diretor de carnaval da Tijuca, Fernando Costa, também falou do retorno do samba. “A gente precisa dessa volta. O pessoal do carnaval passou por momentos muito ruins. Na escolha normal temos dois meses e meio para escolher e agora foram quatro apresentações. A disputa de samba foi diferente”.

O intérprete Wantuir exaltou a safra da escola. “Tivemos sambas maravilhosos. Foi escolhido o melhor. Ficou muito bem encaminhado. O samba tem bons refrãos e juntou alegria, beleza, na letra e melodia. Espero o melhor carnaval de todos os tempos”.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.