Compositores: Thiago SP, Léo do Cavaco, Renne Campos, Marcelo Adnet, Darlan Alves, Rodrigo Atração, Alemão do Pandeiro, Alfredo Rubinato, Paulo Senna, André Carvalho e Tigrão.
Intérprete: Renê Sobral

“Dá licença de contar”
No raiar dessa manhã
Que essa gente feliz: é Adoniran!
Na passarela, o povo diz no pé!
“Nóis” vai sambando até quando Deus quiser

“Acorde”, foi dizendo o cavaquinho
Uma “prova de carinho”
“Tá” gravada nesse chão…
Desperto no romper da madrugada
Abraçando a batucada, saudade vou cantar
Botei torresmo no verso, na contramão o amor
Fiz da miséria poema, “se alembra” disso Doutor?
“As amizade” deu samba e numa cena cruel…
Saudosa maloca virou arranha-céu

Levei “frechada” do olhar, chorei no pé do fogão
Vi o progresso chegar, sem dó nem educação
A vida é dura, mas a rima é sempre boa
Em cada “canto” dessa terra da garoa

E além disso, tem outra coisa, meu bem
Às 11 parte meu trem nos trilhos da inspiração
Rumo à “Esperança” onde nasce o carnaval
Berço de nossas tradições
Dragões, amanheço em teus braços
Eternizando os nossos laços
Adeus, Escola! Eu vou me embora
Mas meu nome vai ficar
“Feito uma BRASA que jamais se apagará”

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.