Foto: Alexandre Vidal/Flamengo

A Estácio de Sá anunciou nesta segunda-feira o seu enredo para o próximo desfile, que ainda não tem data para acontecer em virtude da pandemia de Covid-19. A vermelha e branca do morro do São Carlos decidiu reeditar um marcante desfile de sua história: a homenagem ao Clube de Regatas do Flamengo, de 1995, quando o rubro-negro completou 100 anos de existência. A informação foi veiculada primeiro pela jornalista Fábia Oliveira no Jornal O Dia.

O presidente do clube, Rodolfo Landim, marcou presença na quadra ao lado de Leziário Nascimento, presidente da Estácio, no momento do anúncio. A Estácio tirou o sétimo lugar no desfile de 1995 com o enredo “Uma vez Flamengo…”. Na ocasião a Estácio vivia um momento glorioso, pois havia vencido o Grupo Especial apenas três anos antes. Foi também o último desfile do casal Claudinho e Selminha Sorriso pela escola antes de iniciarem uma era de desfiles pela Beija-Flor.

Embora tenha passado distante do campeonato, o samba entrou para a história e é sempre cantado na quadra. A torcida do Flamengo também abraçou a composição nas arquibancadas e sempre entoa o samba-enredo na íntegra nos jogos do clube.

No desfile houve uma profusão de estrelas e personalidades do clube. Na ocasião, o Flamengo montara um time ambicioso que acabou não conquistando nenhum título. Mas isso não impediu a presença de figuras como Romário, Vanderlei Luxemburgo, Zico, Júnior, Edmundo e Sávio, craques do passado e do então presente do clube. Em 1995 o desenvolvimento do tema ficou a cargo do carnavalesco Mário Borriello. No próximo desfile o trabalho fica a cargo de Wagner Gonçalves.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui