O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes, foi perguntado sobre o carnaval 2022, na manhã desta quinta-feira, e, mais uma vez, explicou que ainda é cedo para ter uma posição sobre os desfiles. Ele defendeu a ciência, a maioria das pessoas vacinadas na cidade e disse respeitar as determinações do Comitê Científico.

Foto: Alexandre Macieira/Prefeitura do Rio

“O carnaval vamos tratar no carnaval. Temos que entender que vivemos outro momento da pandemia. Temos que acreditar na ciência. A vacina evita o agravamento da doença. Você não pode lidar depois de ter a maioria das pessoas vacinadas como se não estivessem vacinadas. Respeito sempre as determinações do Comitê Científico”, citou Paes, em entrevista para a TV Globo.

Benefícios da imunização

O comitê de especialistas que assessora a prefeitura no enfrentamento à covid-19 destacou os benefícios da imunização. De acordo com o comitê, apenas 0,1% dos casos avaliados no município é grave, o que demonstra claramente a eficácia das vacinas na prevenção de casos graves e de mortes. “Neste momento já há evidência epidemiológica para afirmar que grupos vulneráveis vacinados, assim como os idosos que têm mais comorbidades, apresentam quadros de síndrome gripal mais leve com a nova variante. Os dados analisados expressam que os pacientes internados têm status vacinal inversamente proporcional à proteção plena, e que os óbitos ocorrem 30 vezes mais entre os não vacinados”, diz a súmula da reunião.

O comitê também reforçou a recomendação de uso obrigatório de máscaras em locais fechados e nos meios de transporte, assim como o início da vacinação das crianças.

De acordo com os pesquisadores do Observatório Covid-19, o número de internações em UTI hoje ainda é predominantemente muito menor do que aquele observado em 2 de agosto do ano passado, por exemplo, quando leitos começavam a ser retirados, mas ressalta que o grande volume de casos já está demandando de gestores atenção e o acionamento de planos de contingência.

As unidades de saúde ainda estão com boa capacidade de atendimento no estado. A taxa de ocupação dos leitos de enfermaria está em 8% e a de unidade de terapia intensiva (UTI) exclusiva para tratamento da covid-19 está em 10,4%.

Na capital fluminense, o monitoramento realizado pela prefeitura mostra que, apenas ontem, foram registradas 1.088 novas ocorrências de covid-19. Neste ano já foram confirmados 37.447 casos da doença, dos quais 81 evoluíram para quadros graves. Quatro pessoas morreram.

Mais testes

A Secretaria de Estado de Saúde do Rio de Janeiro (SES) vai ampliar, a partir de amanhã (14), a oferta de testes rápidos de antígeno nos nove centros abertos especificamente para este fim. E no sábado (15) será aberto mais um polo de testagem, na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Colubandê, em São Gonçalo, na Região Metropolitana.

Com isso, a capacidade vai passar de 3 mil para 5,8 mil testes realizados por dia. O exame deve ser marcado pelo site da Secretaria Estadual de Saúde (SES). A agenda ficará disponível para os dois dias seguintes e a marcação é pessoal e intransferível.

O teste de antígeno é indicado para quem está com sintomas leves ou teve contato com pessoa que testou positivo. Pacientes com sintomas moderados a graves, como febre acima de 37,5 e dificuldades respiratórias, devem procurar diretamente uma UPA ou emergência hospitalar.

Além do Colubandê, os polos de testagem do estado ficam no Hospital Estadual Dr. Ricardo Cruz (HERCruz), em Nova Iguaçu; no posto do Iaserj do Maracanã; no Estádio de Atletismo Célio de Barros, também no Maracanã; e junto às UPAs de Bangu, Campo Grande II e Jacarepaguá, na Zona Oeste, e Tijuca, Penha e Marechal Hermes, na Zona Norte.

O secretário Alexandre Chieppe, informou que deve ampliar a capacidade para 8 mil testes diários a partir da próxima semana, com a chegada de mais 2,1 milhões de testes do tipo antígeno para distribuir aos municípios.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.