Luxo e leveza. É assim que o Paraíso do Tuiuti promete entrar na Avenida no ano que vem sob a assinatura do carnavalesco João Vitor Araújo. A azul e amarelo de São Cristóvão quer voltar a brigar pelas primeiras posições em um desfile que deve emocionar a Marquês de Sapucaí – em 2020, o enredo da agremiação é “O Santo e o Rei: Encantarias de Sebastião”.

Para isso, João Vitor, um dos novos talentos da festa, preparou figurinos de riqueza ímpar e fácil leitura. Na última semana, os protótipos foram apresentados em evento fechado no barracão do Tuiuti, na Cidade do Samba, e deixaram uma certeza: a escola terá um dos melhores conjuntos plásticos de sua história.

“O Paraíso do Tuiuti é um escola que tem força e estamos preparando um Carnaval grandioso. Nosso presidente (Renato Thor) não está poupando esforços pra fazermos um grande trabalho. É uma responsabilidade muito grande estar nessa posição de carnavalesco do Tuiuti, mas é preciso ter personalidade. Ou seja, respeitar as características da escola e trazer as nossas também. Vai ser uma escola com fantasias ricas, luxuosas, porém leves. É pro componente brincar!”, afirmou João Vitor.

A apresentação dos protótipos contou com a presença de todos os diretores de Harmonia, que receberam minuciosas explicações do diretor de Carnaval, Júnior Schall. O experiente profissional fez questão de explicar para todos como será a dinâmica de desfile ala por ala. O trabalho serve para evitar erros.

“A Harmonia se faz em conjunto. Ter todos os diretores aqui para explicar como cada ala vai se comportar, como é cada fantasia, os elementos que os componentes vão carregar… Tudo isso fortalece ainda mais nosso projeto para um desfile competitivo”, disse Schall.

No ano que vem, o Paraíso do Tuiuti será a quarta escola a desfilar no domingo de Carnaval. Mesma posição de desfile que garantiu o vice-campeonato para a escola em 2018.

Escola segue sem rainha de bateria

Após a saída de Carol Marins do cargo de rainha de bateria do Paraíso do Tuiuti por causa da gravidez, a azul e amarelo de São Cristóvão é a única escola de samba do Grupo Especial do Rio de Janeiro que segue sem rainha de bateria para o Carnaval 2020. O presidente da agremiação, Renato Thor, afirmou que não está preocupado com essa questão neste momento.

“Rainha de bateria não é quesito. Não estou preocupado com isso. Se for o caso, não vem ninguém na frente da bateria no ano que vem. Até estou recebendo algumas ligações, mas meu compromisso agora é tocar o carnaval da escola”, afirmou Thor.

Comentários