Com um dos carnavais que mais cresce no cenário nacional, São Paulo não tem o que lamentar na relação com o poder público. Além do prestígio da presença do prefeito da maior cidade do país na festa de lançamento do CD, o presidente da Liga SP, Paulo Sergio Ferreira, o Serginho, festeja o fato de Bruno Covas liberar a subvenção para os desfiles do ano que vem.

“O contrato de São Paulo com a prefeitura já está assinado. Já recebemos duas parcelas da subvenção e agora em dezembro vamos receber a terceira verba”, garantiu Serginho, em entrevista concedida ao site CARNAVALESCO.

Indagado sobre a crise que atinge o carnaval do Rio de Janeiro, onde além da prefeitura não apoiar como se espera, os dirigentes acusam o golpe e não buscam soluções para sair da crise, Serginho não polemiza e diz que não é contando com fracasso de ninguém que a folia paulistana vem crescendo.

“Eu acho que não contamos com o fracasso de ninguém. O êxito do carnaval de São Paulo não está associado a isso. É um processo de longo prazo que agora vem rendendo frutos. Vamos seguir trabalhando para que esse objetivo de se tornar o maior carnaval do Brasil seja alcançado”, prometeu.

A parceria com a prefeitura de São Paulo não se restringe à liberação de verbas para os desfiles anualmente. Serginho garante que até o meio do ano que vem as 14 escolas do Grupo Especial estarão alojadas na Fábrica do Samba.

“Eu acredito que até o meio de 2019 já tenhamos as 14 escolas aqui dentro. O prefeito Bruno Covas assinou um convênio com o governo federal e vai concluir as obras para que possamos enfim abrigar todas as agremiações aqui na Fábrica do Samba”, finaliza.

Comentários