Passista do Acadêmicos do Grande Rio desde 2007, o enfermeiro Maxwell Lacerda, de 34 anos, que atua na a linha de frente com pacientes contaminados pela Covid-19 no Hospital Ronaldo Gazolla, foi vacinado na tarde de terça-feira.

“Perdi muitos colegas da área da saúde nessa pandemia, assim como pacientes. Eu mesmo fui contaminado em abril, mas me recuperei. Agora sentimos um pouco mais de esperança”, ele declara.

No entanto, Maxwell faz questão de alertar que a situação ainda é complexa.

“O hospital está cheio e ainda não é o momento de relaxar. É preciso continuar com as medidas de isolamento e com o uso de máscaras. Chegaram poucas doses da vacina, ou seja, ainda temos muito trabalho pela frente”.

Comentários