O Império Serrano se propõe a levantar várias perguntas acerca do que seria a vida com o seu enredo de 2019, sob a criação do carnavalesco Paulo Menezes. E a mais importante das perguntas será feita ao final do desfile, com a resposta já pronta. O que é a vida? É o seu legado.

É nesse sentido que Paulo Menezes e o Império Serrano homenageiam uma das mulheres mais importantes da história do samba, Dona Ivone Lara. Em seu último setor do enredo ‘O que é, o que é?’ a cantora e compositora, que morreu em 2018, receberá uma grande homenagem da escola onde nasceu.

“No final de tudo, quando vamos embora, o que é a vida? A vida é o teu legado. Aquilo que você deixa pode te deixar mortal ou imortal. Dona Ivone se tornou imortal pelo legado deixado pela sua obra. Poderia ter feito isso com várias outras figuras notórias do Império, mas ela foi a última que nos deixou e tem um legado importantíssimo. É uma forma simples de homenageá-la”, pontua Paulo Menezes.

Dona Ivone Lara foi homenageada pelo Império Serrano através de enredo em 2012, quando a verde e branca foi a vice-campeã no desfile do então Grupo de Acesso A. O samba criado por Arlindo Cruz é um dos mais cantados pela escola em eventos e ensaios. Ivone morreu em 16 de abril de 2018, aos 96 anos de idade.

O Império Serrano é a primeira escola a desfilar no domingo de carnaval do Grupo Especial. Em 2018 o Reizinho de Madureira terminou na 13ª colocação.

Comentários