Compositores: Denice Candeias, Robinho, Dimas Mello, Bia Lopes, Nana Alves, Lício Pádua e Alexandre Osório
Intérprete: Daniel Silva

IGI OSÈ BAOBÁ
NO AZUL VAI BROTAR SENHORA DO TEMPO
SEUS FILHOS SÃO LAÇOS SAGRADOS
E JUNTO A JAQUEIRA, RAIZ, FIRMAMENTO
VESTI, TEUS GALHOS DE OJÁS LILÁS
COM OS ORIXÁS, A ÁGUIA CANTA EM FORMA DE ORAÇÃO
A NATUREZA EMANA A LUZ
NO ALTAR DO SAMBA OSWALDO CRUZ

PORTELA… O VENTO SOPRA NA ALDEIA
A LUA DORME E O SOL SEMEIA
E COLHE OS FRUTOS PARA ALMA ALIMENTAR

TU ÉS…
A MÃE QUE VAI MATAR A NOSSA SEDE
TU ÉS…
A FONTE PARA FOME SACIAR
NAS SOMBRAS RENASÇO
DA SECA E DA DOR
NO SOLO SAGRADO, O NEGRO ESPLENDOR
UM FRUTO ANCESTRAL
RAÍZES QUE O HOMEM NÃO CORTOU
MUDA QUE NÃO SE CALOU
NOS QUILOMBOS E FAVELAS, BROTAM FLORES DE ESPERANÇA
JONGOS E MARACATUS, A CULTURA MINHA HERANÇA
FOLHAS SECAS, O PASSADO, SEMEAR SABEDORIA
E CULTIVAR O MEU JARDIM DE POESIA

SALUBA NANÃ BURUQUÊ
SOU FILHO DE OBALUAÊ
SAMBISTA DE MADUREIRA
QUANDO A SIRENE TOCAR
E A TABAJARA PASSAR
PORTELA NÃO É BRINCADEIRA

SALUBA NANÃ BURUQUÊ
SOU FILHO DE OBALUAÊ
SAMBISTA DE MADUREIRA
QUANDO A SIRENE TOCAR
E A VELHA GUARDA PASSAR
PORTELA VAI LEVANTAR POEIRA

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui