Compositores: Jorge do Batuke, Claudinho Oliveira, Allan Corrêa, Rodrigo Guerra, Márcio Carvalho, Leko 7 e Araguaci
Intérpretes: Evandro Malandro, Tem Tem Jr., Leonardo Bessa e Roberta Barreto
Participação Especial: Sandra Portella

Oh! Minha Águia, nos traga inspiração
Voa… decifra mistérios na imensidão

Igi oşè, a chave da vida
Onde o guerreiro se encantou
Seu tronco, repousam segredos
Que o tempo não levou

Ê… saluba! Ê… saluba, NANÃ!
Em suas águas a semente germinou
Sob as bênçãos de Omolu
Traz a cura pro Aiyê!
Atotó, Obaluaê!

Teu fruto, sagrado alento
No sol das savanas, há escuridão
Teus filhos não fogem à luta
Mesmo reféns dos próprios irmãos

Odoyá… Odoyá…
No balanço do tumbeiro
A saudade fez chorar

África é Mãe, Herança, Resistência…
Salve, Oxumaré!
Arco-íris cultural
Na cor da pele a nossa essência

O sangue esse solo fecundou
É Semba que no samba se transformou
Agô! Agô! Pai Oxalá!
Faz batucajé, Tabajara!
Leva o meu axé, Tabajara!

Sou a força do povo
O Meu canto é uma reza
Da raiz da jaqueira
Meu nome é Portela!

Oke, Baobá! Quem é da gira não deixa o samba acabar!
Oke, Baobá! Em Madureira, o samba não pode parar!

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.