Compositores: Eliane Faria, Marquinho do Pandeiro, Eli Penteado, André Ricardo, Edivaldo Gonçalves, Juninho Luang
Participação especial: Douglas Izzo
Intérprete Bruno Ribas

O AZUL VEIO LÁ DO INFINITO
FOI UM SONHO TÃO BONITO NO BAIRRO DE OSWALDO CRUZ
PAULO, CAETANO E RUFINO CUMPRIRAM A SAGRADA MISSÃO
PORTELA, MAJESTADE DO SAMBA NASCEU
PORTELA NOS LIMITES DO TEMPO SE FEZ IMORTAL
PORTELA SUA ÁGUIA ALTANEIRA É O ESPÍRITO SANTO
A BÊNÇÃO NOSSA DA CONCEIÇÃO E QUE NOS GUARDE SÃO SEBASTIÃO BIS
SETE ANOS DE VITÓRIAS PRA ETERNIZAR
E TODA A PRAÇA XI COM BRILHO NO OLHAR

Ô DEIXA GIRAR GIRA O PAVILHÃO
BAILA CISNE NEGRO QUANTA EMOÇÃO

AH! POESIAS FASCINANTES
TANTOS CARNAVAIS GRAVADOS NA MEMÓRIA
CELEIRO DE BAMBAS, DE CANTORES IMORTAIS
PÉROLAS DOS NOSSOS ANCESTRAIS
VAIDOSA, ELEGANTE NO JEITO DE SER
FORMOSA É A NOSSA RAZÃO DE VIVER
TÃO LINDA QUE O MEU CORAÇÃO SE DEIXOU LEVAR
INSPIRAÇÃO É O PAULINHO CANTANDO COM A VELHA GUARDA
ANUNCIAM OS TAMBORES DA TABAJARA
O CARNAVAL CELESTIAL
QUANDO A SIRENE TOCAR VAI SER DE ARREPIAR

A HERANÇA QUE VEM DE OUTRORA
É O CENTENÁRIO VOU COMEMORAR AGORA
TE AMO TE AMO PORTELA
VINTE E DUAS ESTRELAS A BRILHAR
SE FOR FALAR DA PORTELA HOJE NÃO VOU TERMINAR

Comentários