Compositores: Mauro Diniz, Muguinho, João Diniz, Igor Leal, Piriqui Neto e Francisco Aquino
Participação especial: Arlindinho Neto
Intérpretes: Wantuir, Nego, Tiganá e Edinho Gomes

Portela…
Voa bem alto minha águia altaneira
Sobrevoando Osvaldo Cruz e Madureira
Daqui de cima da pra ouvir o seu cantar
Querida Portela…
Nessa avenida colorida eu vejo um mar azul
De São Sebastião da Santa Conceiçao
Iluminado é o seu altar
Abençoando quem te vê passar
Poder contar o seu legado de vitórias
Da Lapa de hoje a Lapa de outrora
Arranco do peito um aplauso profundo
É o nosso samba dominando o mundo

No céu… A chama incandeia
Candeia a luz da inspiração
A porta-bandeira bailando no ar
Com seu pavilhão a rodopiar
No trovejar do som de um tambor
A Tabajara se criou
Se tem jogo feito… Deu águia
Se tem banca forte… Deu águia
São tantas e tantas estrelas a iluminar
Com todo respeito… Deu águia
E no santuário… Da águia
Se for falar da Portela
não vou terminar

Nossa escola inventou
Alegoria, samba enredo, fantasia
Gosto que me enrosco… No perfume da flor
Se a velha guarda chamar eu vou
Na arquibancada agitam-se as bandeiras
E quem nunca sentiu o corpo todo arrepiar
A lua no céu é cheia…clareia, clareia
Nossa missão está aí num relicário de glória
Com vinte duas conquistas na história
São quatro letras vindas do seu dicionário
Pra eternizar teu centenário

Amor… Amor… Amor… (Portela)
Da natureza nasce um rio de emoção
Amor, meu grande amor… (É ela)
O infinito azul do meu coração

Comentários