A Portela foi homenageada durante a cerimônia de encerramento do Circuito Dia D 2019, nesta quinta-feira (28), na sede da Firjan, no Centro. Promovido pelo Ministério da Economia, através da Superintendência Regional do Trabalho – RJ, o evento reuniu participantes, apoiadores e patrocinadores do Circuito Dia D, projeto de inclusão que realiza ações sociais no Rio, na Baixada e em cidades do interior.

A Portela foi reconhecida “pela valorização da diversidade e inclusão sem discriminação”. Há três anos, a maior campeã do carnaval carioca cede sua quadra, em Madureira, para a realização de um grande feirão de empregos para pessoas com deficiência e reabilitados do INSS, reunindo centenas de candidatos.

O presidente Luis Carlos Magalhães estava representado pela diretora de Cidadania da escola, Hellen Mary. “Fiquei extremamente feliz por representar a Portela numa cerimônia em que ela foi homenageada como uma instituição que cumpre o seu papel de cidadania e responsabilidade social. E é muito bonito ver uma escola de samba ser premiada por isso. Mostramos, mais uma vez, que a Portela não é apenas uma escola que se preocupa com seu desfile. Ela é não só uma instituição muito importante para o samba e para o carnaval, mas também uma agremiação que está conseguindo promover a inclusão e valorizando sua comunidade, realizando projeto sociais o ano inteiro. Estamos muito honrados com esse reconhecimento”, comemorou Hellen.

Conselheira da APAE-RJ e integrante da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB/RJ, Zezé Ferreira, que também integra o corpo de diretores de Harmonia da Portela, foi parabenizada pelos organizadores por ter levado a ideia do Circuito Dia D para a Portela. Na cidade do Rio, os feirões de empregos acontecem anualmente no Portelão e na Catedral Metropolitana.

Participaram, ainda, da cerimônia na Firjan Marcelo Freitas, coordenador do projeto de inserção de PcDs e reabilitados do INSS no mercado de trabalho do Ministério da Economia; Alex Bolsas, Superintendente Regional do Trabalho – RJ; Heloisa Cruz, funcionária da Superintendência Regional do Trabalho; Antoniel Bastos, coordenador executivo da Rede Incluir; Caio Souza, presidente da Comissão dos Direitos da Pessoa com Deficiência da OAB/RJ; Luciana Tostes, procuradora do Ministério Público do Trabalho, além de representantes da Secretaria de Estado de Trabalho e Renda (Setrab) e do Sistema Nacional de Empregos (Sine-RJ).

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui