Compositores: Wanderley Monteiro, Vinicius Ferreira, Rafael Gigante, Bira, Edmar Jr, Paulo Borges & André do Posto 7.
Intérprete: Gilsinho

Prepara o terreiro, separa a Mucua
Apaoká baixou no xirê
Em nosso celeiro a gente cultua
Do mesmo preceito e saber
Raiz imponente da primeira semente
Nós temos muito em comum
O elo sagrado de Ayê e Orun
Casa pra se respeitar:
Meu Baobá

Ôbatalá colofé
Tem batucada no Arê
Pra minha gente de fé
Ayeraye
Nessa mironga tem mão de Ofá
Põe Aluá no coité e Dandá

Saluba mamãe fiz do meu samba corimba
Mata minha sede de axé
Faz do meu igi ose moringa
Quem tenta acorrentar o sentimento
Esquece que ser livre é fundamento
Matiz suburbano, herança de preto
Coragem no medo
Meu povo é resistência feito um nó na madeira do cajado de Oxalá
Força africana, vem nos orgulhar

Azul e banto aguerê e alujá
Pra poeira levantar de crioula é meu tambor
Iluayê na ginga do meu lugar
Portela é Baobá no gongá do meu amor
Tem gira pro meu amor

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.