A Prefeitura do Rio e a Riotur anunciam obras na Marquês de Sapucaí, orçadas em R$ 8,1 milhões, para adequar o equipamento às exigências de segurança feitas por órgãos públicos de fiscalização. Essa primeira etapa de obras visa a liberação do Sambódromo para o Carnaval Rio 2020. A reforma no Sambódromo terá um cronograma de execução rígido, com início previsto para os próximos dias e término até o Carnaval 2020. O programa será definido em uma reunião com os entes municipais, envolvendo a Rio-Urbe, a RioLuz e a Riotur, para que seja feita a liberação dos recursos pela Secretaria de Fazenda.

As obras serão executadas por empresas licitadas pelos órgãos municipais envolvidos na operação e preveem mudanças na estrutura do aparelho, incluindo melhorias nas arquibancadas, sistemas elétrico e pluvial, combate a incêndio e pânico e gradeamento dos setores, entre outros.

“Palco dos desfiles das escolas de samba durante o Carnaval e de shows e eventos de porte internacional, o Sambódromo é um importante atrativo da cidade do Rio, que precisa ser modernizado, para oferecer mais conforto, segurança e aprimorar a experiência dos espectadores, em consonância com as exigências do Corpo de Bombeiros e do Ministério Públicos”, anuncia Marcelo Alves, presidente da Riotur.

Comentários