A Prefeitura do Rio, por meio da cessão do Sambódromo, espaço gerido pela Riotur, participa de campanha promovida por sambistas das 27 agremiações do Grupo Especial e do Acesso do Carnaval carioca. A partir desta sexta, o setor 10 do Sambódromo estará destinado ao recebimento e armazenamento de alimentos e à montagem e distribuição das cestas básicas. A Empresa de Turismo do município do Rio também vai disponibilizar o espaço para fazer a limpeza das embalagens dos produtos, vai ajudar na organização da fila, mantendo o distanciamento e a segurança de todos, e captou doadores de alimentos.

A CAMPANHA

Durante esta pandemia da Covid-19, um grupo de mestres e diretores das mais variadas baterias das escolas de samba do Rio de Janeiro decidiram se mobilizar para ajudar os colegas que estão em situação difícil e criaram a campanha “Ritmo Solidário”. Organizada pelo sambista China do Estácio, a campanha vem mobilizando mestres de bateria de várias agremiações com o objetivo de arrecadar alimentos e produtos de limpeza e higiene para ajudar seus integrantes que estão em situação vulnerável.

“Muitos componentes moram em comunidades e estão passando por um momento delicado em suas residências. A intenção é que nós possamos nos unir nessa ação de solidariedade”, explica China, organizador do projeto.

Cada mestre de bateria fará um cadastro dos seus ritmistas que necessitem da ajuda para o recebimento das doações, que podem ser entregues por toda a população a partir de sexta-feira, das 10h às 18h, no Setor 10 do Sambódromo.

Mais informações e contato para doações podem ser realizados através do e-mail [email protected]

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui