Presente nas campeãs, Salgueiro comemora a volta por cima em apenas dois meses de trabalho

8795

Por Thaise Lima. Fotos: Magaiver Fernandes

Depois de fazer um carnaval com apenas dois meses, o Salgueiro conseguiu se manter entre as campeãs do Grupo Especial no carnaval carioca. Na presidência desde dezembro, André Vaz comentou a importância que é para a escola voltar no sábado das campeãs após todo esse período de mudanças e revelou planos para o futuro.

“A retribuição está aí. Voltamos nas campeãs com dois meses de trabalho. Esperávamos uma posição entre as campeãs sim, pelo desfile que a escola fez, pelo samba e pela garra do componente. Fizemos tudo com muita garra e união. Tenho que agradecer aos fornecedores por terem acreditado. Tivemos apenas dois meses de trabalho, a escola com alguns problemas financeiros da antiga gestão, mas com a união dos componentes, dos torcedores e outras pessoas que ajudaram muito o Salgueiro, conseguimos fazer um excelente desfile e ficamos em 5º lugar. Esse ano foi muito disputado. Agora começa um trabalho com mais calma para que em um futuro bem próximo o Salgueiro mereça o título, coloque as coisas em ordem, as contas em dia e a saúde financeira da escola volte a ficar boa”, disse o presidente da vermelho e branco.

Há mais de uma década à frente da bateria Furiosa, Viviane Araújo afirma que o importante agora é pensar daqui pra frente e que as dificuldades já passaram.

“Graças a Deus a gente conseguiu fazer um lindo carnaval, um desfile lindo, conseguimos uma boa colocação. Salgueiro é uma escola grande, forte e que
sempre vem para brigar, mesmo com tudo que passou. Conseguimos colocar a escola na avenida brilhante, infelizmente, não conseguimos ganhar, a Mangueira foi
muito bem, merecido, mas estamos aí nas campeãs com muito orgulho”, comentou a rainha das rainhas.

Mesmo ganhando um 9.9, o mestre-sala Sidclei cita que o importante é fazer os 30 pontos para ajudar a escola. Ele aproveitou para comemorar o pré-carnaval do Salgueiro.

“Gabaritar o quesito é uma vaidade de qualquer ser humano. Mas estamos muito feliz com o resultado, foi um carnaval de superação, nós ensaiamos em um mês intensivamente. A Marcela foi uma guerreira imensa. Foi tenso, mas eu costumo dizer que somos vencedores. Todo mundo se uniu e hoje somos mais fortes. Não discuto nota e a Marcela também não. Vamos esperar a justificativa para ver se cometemos algum erro e tentar consertar para o ano que vem”.

Comentários