A Mocidade Alegre é a terceira escola com mais títulos do carnaval de São Paulo, são 10 conquistas, mas é a maior campeã dentre as escolas do Grupo Especial em 2023, afinal, Vai-Vai e Nenê de Vila Matilde estão no Grupo de Acesso. A presidente Solange Cruz analisou o resultado em 2022, explicou a troca no carnavalesco, e fez mistério sobre enredo e outras mudanças na escola.

Foto: Vinicius Vasconcelos/Site CARNAVALESCO

Vice-campeã do carnaval de 2022, a Mocidade Alegre liderou a apuração quase inteira e com dois 9.9 em alegoria, acabou perdendo o título para a Mancha Verde. A presidente Solange não discordou desta nota, e sim de uma relacionada a bateria, um 9.9.

“Não respondo antes, pois a gente precisa realmente esperar as justificativas, o que foi e o que não foi. Na realidade algumas notas, a Mocidade realmente mereceu, determinadas colocações dos jurados. Em outras não, como na bateria, é claro que até a própria pessoa que deu o curso falou que estava errado realmente. E não é porque o Sombra é meu marido não, a Mocidade Alegre ela já teve várias situações diferentes disso, independentemente de qualquer coisa. Mas enfim, estamos aí e vamos em frente, firme no propósito agora é 2023”.

A Morada do Samba trocou o carnavalesco para 2023, Edson Pereira pelo Jorge Silveira. O artista Edson assinou o carnaval da Mocidade em 2020 e 2022, ambas com boa colocação, primeiro em terceiro lugar e depois o vice. Mas para 2023, acabou trocando de escola no Rio de Janeiro, assumiu o Salgueiro no Rio de Janeiro e ficará somente no carnaval carioca.

Enquanto Jorge Silveira, voltou para São Paulo em 2022, depois de três carnavais pela São Clemente. Para 2023, ele voltou à escola carioca que estará no Grupo de Acesso, e também mudou de casa em São Paulo. Foram quatro carnavais pela Dragões da Real. A presidente da Mocidade explicou a mudança.

“Na realidade, o Edson tinha que ter uma exclusividade no Rio para não ficar vindo para lá e pra cá. E a gente respeita, é um grande amigo que a Mocidade adquiriu, gosto muito dele, a gente tem um relacionamento super bom. Mas tínhamos que escolher alguém, e o Jorge (Silveira) tem referências muito boas em São Paulo, um grande carnavalesco e aí crescemos esse olho para o lado de lá, daí trouxemos ele para a Morada do Samba”.

Sobre o enredo, Solange foi misteriosa: “Olha, a única coisa que posso dizer para vocês, é um enredo do carnavalesco. A gente adquiriu, adorou, e vai dar tudo certo. A única coisa que posso dizer para vocês é que a gente pode ser o que a gente quiser”.

Assim como o enredo, as outras mudanças que a escola fez, serão divulgadas somente nesa quinta-feira: “Mudamos algumas coisas, mas no decorrer vocês vão saber, no dia 30 a gente fala tudo”.

A Mocidade foi tri campeã seguida de 2012 até 2014, de lá para cá, foram três vices em 2015, 2018 e 2022. Ou seja, a escola quer voltar ao caminho do título, já são 10 conquistas em sua história. Para isso, será a quinta escola do sábado, 18 de fevereiro.

Comentários