A crise com a prefeitura e a falta de barracões vem ameaçando a realização do carnaval da Série A em 2019. Mesmo assim, o presidente da Renascer de Jacarepaguá, Antônio Carlos Salomão, afirmou em entrevista ao CARNAVALESCO que não há possibilidade de não haver desfile.

“Receber nós vamos, as escolas vão desfilar como todo ano. Só não sei até onde as agremiações da Série A irão ter forças para colocar um desfile competitivo na avenida se essa situação permanecer. Mas para esse ano o desfile está garantido”, afirma.

Salomão tem sempre o nome ventilado para presidir a Lierj, já que foi o último presidente da extinta Lesga. O dirigente rechaça qualquer possibilidade de assumir a liga.

“Eu não sei de saída do presidente Thor. A Lierj é uma equipe. O meu nome jamais esteve ou estará à disposição para a presidência da liga”, resume.

Com relação ao barracão da Renascer, que passou por dois incêndios ano passado, Salomão conta que a escola está alojada em um espaço ao lado do próprio terreno incendiado e que já sofreu ameaças de despejo.

“Estamos no mesmo local. Só um pouco para o lado. Estamos aguardando ali, dizem que vamos ter de sair, que seremos desalojados, mas por enquanto permanecemos no nosso barracão, fazendo o carnaval”.

O presidente reiterou que as encomendas de samba na Renascer seguirão, lembrou que outras escolas passaram a adotar a prática, mas disse não ter sido ele o pioneiro no carnaval.

“Enquanto o presidente da Renascer for eu a escola desfilará com samba encomendado. Não sei o motivo de não encomendar. Eu não fui o pioneiro, quem iniciou isso foi o Nézio na Tradição ainda nos anos 80. Hoje outras escolas encomendam o samba até dos nossos compositores, Claudio Russo e Moacyr Luz”, finaliza.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui