Presidente da São Clemente lamenta julgamento, mas diz que escola está há 10 anos no Grupo Especial

11012

Por Diogo Cesar Sampaio

Com um belo desfile e recebendo a resposta do público presente ao Sambódromo a expectativa da direção e dos componentes da São Clemente era de um resultado ótimo na quarta-feira de cinzas. Porém, a escola foi muito mal julgada pelo corpo de jurados da Liesa e amargou a 12ª colocação do Grupo Especial. Com o resultado, a São Clemente saberá que novamente abrirá a segunda-feira de carnaval em 2020. Em entrevista ao site CARNAVALESCO, o presidente Renato Almeida Gomes lamentou a colocação da escola.

“Na verdade, eu não desfilei para estar nesse lugar. A São Clemente não tem nada. É minha família e meus amigos”, desabafou.

O dirigente anunciou a manutenção do carnavalesco Jorge Silveira e do coreógrafo Junior Scapin para a comissão de frente. Renatinho ainda falou sobre a permanência no Especial pelo 10 ano consecutivo.

“A gente passou 10 anos no Grupo Especial e agora vão ter nos aturar. Isso é importantíssimo para a São Clemente. Sobre o ano que vem, vou continuar com todo mundo. Isso que é importante”.

Comentários