Vice-campeã em 2019 do Grupo Especial, a Viradouro só pensa na conquista do campeonato no desfile do ano que vem. Em entrevista ao site CARNAVALESCO, o presidente Marcelinho Calil falou do trabalho de gestão na Viradouro e que está virando referência para todas escolas de samba.

“O segredo da gestão que rapidamente mudou o perfil da escola é amor e trabalho. A dificuldade faz parte hoje do carnaval, mas com amor à nossa cultura e escola, e, arregaçando as mangas, a gente supera isso tudo e consegue proporcionar à comunidade da escola e do samba grandes espetáculos”.

Perguntado sobre o impacto da saída do carnavalesco Paulo Barros e a entrada da dupla Tarcísio Zanon e Marcus Ferreira, Calil elogiou o trabalho dos novos contratados.

“A saída do carnavalesco antigo foi de certa forma num período mais adiantado. Quando pensamos no mome do Marcus e do Tarcísio, que já são parceiros na vida, mas não tinham trabalhado ainda juntos, já ficamos satisfeitos com a possibilidade. São jovens que não apostas, já estão consolidados. A estrutura que foi vista no carnaval passado se mantém para o próximo, apenas com a mudança da direção artística do projeto. Podem manter o nível de exigência pela Viradouro porque viremos com certeza para brigar pelo carnaval”, garantiu.

Comentários

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui